Ruas do Fim dos Tempos: Criança de 6 anos é baleada enquanto brincava na rua e morre em hospital no Espírito Santo


15.02.2017 -

Uma criança de seis anos morreu após ser baleada em Guarapari, na Grande Vitória, na noite desta terça-feira (14). O menino chegou vivo em hospital, mas não resistiu ao ferimento.Testemunhas dizem que os tiros vieram de dentro de um Corsa, cor prata, que passava pela rua onde a vítima brincava, no bairro Adalberto Simão Nader.

A criança estava com uma pipa na mão quando ouviu os tiros e saiu correndo.

n/d

Um dos tiros acertou as costas do menino. "Foram muitos tiros. Os caras passaram de carro sem falar nada, sem abordar ninguém. Só atiraram e acertaram o menino. Ele estava agonizando de dor quando peguei ele no colo para levá-lo ao hospital. E a mãe dele chegou logo depois, desesperada, inconsolável", conta o morador, que pediu para não ser identificado.

O menino foi levado para o Hospital Infantil Francisco de Assis. Segundo a unidade, a criança chegou viva ao Pronto Atendimento, mas não resistiu.

Uma auxiliar de serviços gerais de 36 anos que preferiu não se identificar disse que houve correria e pânico no momento dos tiros. "Meu filho estava na escolinha de futebol perto do local onde a criança foi baleada. Fiquei desesperada com a notícia achando que era ele. Só fiquei mais calma quando soube que ele tinha corrido para a casa do avô, que fica perto. Tinha muita criança na rua e houve correria e muito pânico. O menino atingido era conhecido por aqui. Ele estava sempre na rua brincando", lembrou.

A mulher ainda disse que os tiros partiram de gangues rivais que estão sempre em confronto. "Infelizmente essa é uma situação comum em nosso bairro. Gangues de outros lugares invadem e brigam com as gangues daqui. Tudo por causa do tráfico. Mas nos últimos dias, com a greve dos PMs, esses tiroteios aumentaram. Sabemos que o Exército e a Força Nacional estão nos bairros nobres, mas aqui eu só vi uma vez. Não nos sentimos seguros. Tanto que até mesmo após o crime nenhum carro de polícia ou Exército apareceu aqui", disse. Fonte: G1

===========================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura: (e quem tem ouvidos ouça, eis que o tempo se esvai)

"Prepare correntes, porque o país está cheio de crimes, a cidade está cheia de violência. Virá uma desgraça em cima da outra, um alarme atrás do outro. Pedirão ao profeta uma visão. O sacerdote não será capaz de dar instruções, e os anciãos de dar conselhos". (Ezequiel 7, 23 e 26)

"...porque seus corações maquinam a violência e seus lábios só proclamam a iniqüidade". (Provérbios 24, 2)

"Juram falso, assassinam, roubam, cometem adultério, usam de violência e acumulam homicídio sobre homicídio". (Oséias 4, 2)

"Ai da cidade sanguinária, cheia de fraude e de violência, e que não põe termo à sua rapinagem!" (Naum 3, 1)

"Porque eles não dormiriam sem antes haverem praticado o mal, não conciliariam o sono se não tivessem feito cair alguém, tanto mais que a maldade é o pão que comem e a violência, o vinho que bebem. Mas a vereda dos justos é como a aurora, cujo brilho cresce até o dia pleno. A estrada dos iníquos é tenebrosa, não percebem aquilo em que hão de tropeçar. Meu filho, ouve as minhas palavras, inclina teu ouvido aos meus discursos. Que eles não se afastem dos teus olhos, conserva-os no íntimo do teu coração". (Provérbios 4)

"Ai da rebelde e contaminada, da cidade opressora!
Não obedeceu à sua voz, não aceitou o castigo; não confiou no Senhor; nem se aproximou do seu Deus.
Os seus príncipes são leões rugidores no meio dela; os seus juízes são lobos da tarde, que não deixam os ossos para a manhã. Os seus profetas são levianos, homens aleivosos; os seus sacerdotes profanaram o santuário, e fizeram violência à lei. O Senhor é justo no meio dela; ele não comete iniqüidade; cada manhã traz o seu juízo à luz; nunca falta; mas o perverso não conhece a vergonha. Exterminei as nações, as suas torres estão assoladas; fiz desertas as suas praças, a ponto de não ficar quem passe por elas; as suas cidades foram destruídas, até não ficar ninguém, até não haver quem as habite.
Eu dizia: Certamente me temerás, e aceitarás a correção, e assim a sua morada não seria destruída, conforme tudo aquilo porque a castiguei; mas eles se levantaram de madrugada, corromperam todas as suas obras. Portanto esperai-me, diz o Senhor, no dia em que eu me levantar para o despojo; porque o meu decreto é ajuntar as nações e congregar os reinos, para sobre eles derramar a minha indignação, e todo o ardor da minha ira; porque toda esta terra será consumida pelo fogo do meu zelo". (Sofonias 3, 1-8)

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne