Universidade Católica na Bélgica, demite professor que lembrou ser o aborto um assassinato. Alegando que as ideias do professor são incompatíveis com os valores da Universidade, e Bispos belgas apoiaram a demissão


31.03.2017 -

Recentemente tornou-se publico a demissão de Stéphane Mercier, Professor de Filosofia da Universidade “Católica” de Louvain, por lembrar que o aborto é assassinato. De acordo com a Universidade, as suas ideias "são inaceitáveis e incompatíveis com os valores da Universidade."

n/d

Tudo isso foi um pouco escandaloso que os ' valores ' de uma Universidade supostamente Católica aceite o aborto e demita um professor que o rejeita, a própria Conferência Episcopal belga apoiou a Universidade, alegando que "falar de assassinato no caso de aborto é exagerado", segundo palavras textuais do jesuíta (como não!) Tommy Scholtès, seu porta-voz - na imagem que abre esta entrada -, que não fala em seu próprio nome, mas em nome dos bispos belgas.

Porém o Jesuíta Scholtès foi mais longe, dizendo que "as palavras de Stéphane Mercier me parecem grotescas. A palavra “assassinato”é muito forte. Supõe uma violência, um ato cometido com plena consciência, com intenção e não leva em conta a situação das pessoas, muitas vezes, no meio de grande crise". E para apoiar semelhante aberração, se apóia no papa Francisco: "O Papa Francisco também se lembra da misericórdia: devemos mostrar compreensão e compaixão."

Ante tamanho despropósito, milhares de fiéis belgas protestaram manifestando-se nas ruas de Bruxelas, provocando que a Conferência Episcopal Belga emitisse uma nota que, longe de corrigir esta situação, agrava ainda mais, ao afirmar que “sempre é necessário distinguir entre a pessoa e o ato”, e por respeito às mulheres em situações de dificuldade e angústia “devemos falar sempre com sensibilidade com aqueles que tomam essa decisão.

Temos que lembrar aos bispos belgas, com justa sensibilidade -  justa vem de justiça – prescreve a PERPETUIDADE a Constituição Apostólica "Effraenatam" contra o aborto, S. S. Sixto PP. V, porque o aborto não é apenas um assassinato que tira a vida de um ser humano inocente e indefeso, mas isto priva a visão beatífica por toda a eternidade. ou seja, ir para o céu e ver Deus. Existe alguma coisa pior do que privar alguém da salvação eterna? Assim, a Constituição Apostólica "Effraenatam" expressa.

E agora que digam os bispos belgas, com notas ou através de seu porta-voz jesuíta, que o Papa Sixto V era um "exagerado", bem como todos os Pontífices da Santa Igreja Católica Apostólica Romana até o presente, continuam enganando os fiéis — e os ímpios que os querem ouvir - sugerindo que a vítima de um aborto é quem pede Isso, provoca, promove, permite e apoia de qualquer forma, e não o ser humano assassinado no útero, impunemente e sem a possibilidade de defender-se, privando não só da sua vida terrena, mas sua salvação eterna. Que misericórdia é esta que justifica os criminosos e não seus crimes, que condena quem denuncia este crime que clama aos céus?

Fonte: http://catholicvs.blogspot.com.br  via  www.sinaisdoreino.com.br

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura:

"Por que me perguntas a respeito do que se deve fazer de bom? Só Deus é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos". (Mateus 19,17)

"Conheces os mandamentos: não mates; não cometas adultério; não furtes; não digas falso testemunho; não cometas fraudes; honra pai e mãe". (Marcos 10,19)

 

Disse Santo Ambrósio de Optina (1846)

"Meus filhos, saibam que os últimos dias estão chegando; e como disse o Apóstolo, eles serão pobres em piedades, e heresias e cismas irão aparecer nas igrejas; e como disseram os Santos Padres, não haverá nos tronos dos Mosteiros hierarcas que não sofrerão testes e tentações na vida espiritual. Portanto, heresias irão se espalhar e enganar a muitos. O inimigo da humanidade irá atuar com esperteza, e se fosse possível, ele levaria à heresia até mesmo os escolhidos. Ele não começará negando os dogmas da Santíssima Trindade, a divindade de Jesus ou a Theotokos, mas começará a distorcer os ensinamentos dos Santos Padres, em outras palavras, o próprio ensinamento da Igreja.

A astúcia do inimigo e seus caminhos será conhecida por muito poucos - apenas aqueles que possuírem mais experiência na vida espiritual. Hereges irão dominar a Igreja, em todos os lugares, e irão nomear os seus servos, e a espiritualidade será negligenciada. Mas o Senhor não irá abandonar os Seus servos. Na verdade, o dever do inimigo é perseguir e prender os verdadeiros pastores, pois sem isso, o rebanho espiritual não poderá ser capturado pelos hereges.

Então, meu filho, quando você ver nas Igrejas o deboche dos atos Divinos, dos ensinamentos dos Santos, e da ordem estabelecida por Deus, saiba que os hereges já estarão presentes. Também fiquem atentos por um tempo, pois eles irão esconder suas más intenções, ou poderão deformar a fé divina secretamente, para que tenham sucesso ao lubridiar e enganar os inexperientes.

Eles irão perseguir os pastores e os servos de Deus, pois o demônio que estará dirigindo a heresia não terá força para destruir a ordem Divina. Como lobos em pele de cordeiro, eles serão reconhecidos por suas vanglórias, amor pela cobiça e poder.

n/d

Todos eles serão traidores, causarão ódio e malícia em todos os lugares, o Senhor disse que eles podem ser facilmente reconhecidos pelos seus frutos.

Nesta época, monges (religiosos) irão sofrer grande perseguições dos hereges, e a vida monástica será ridicularizada. As famílias monásticas serão empobrecidas, e o número de monges irá cair. Os que permanecer sofrerão violência. Estes inimigos da vida monástica, que terão apenas a aparência de humildade e piedade, irão lutar para levar os monges para o seu lado, prometendo-os proteção e coisas mundanas (conforto), mas ameaçarão com o exílio aqueles que não se submeter a eles. Com essas ameaças, os fracos de coração serão humilhados (atormentados).

Se você viver para ver este tempo, alegre-se, pois nesta época o fiel que não tiver nenhuma virtude receberá sua coroa apenas por permanecer na verdade, segundo a palavra do Senhor: "Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus".

Tema ao Senhor, meu filho, e não perca essa coroa assim como os que foram rejeitados por Cristo e foram para as profundezas da escuridão do tormento eterno. Permaneça na verdade com bravura, e se necessário, sofra as perseguições e outras tribulações com alegria, pois apenas assim o Senhor permanecerá com você... e os santos mártires e confessores irão alegremente observar a sua luta.

Mas Deus é mais poderoso que o demônio, e Seus servos nunca serão abandonados. Sempre haverá verdadeiros Cristãos, até o fim dos tempos, mas eles irão escolher lugares solitários e desertos. Não tema as tribulações, mas tema a perniciosa heresia, pois ele afasta da Graça Divina, e nos separa de Cristo, pois Cristo nos mandou considerar e tratar o herege como um pagão e publicano.

E então, lute, meu filho, permaneça firme na Graça de Cristo Jesus. Com alegria, aumente sua confissão e agüente o sofrimento como um bom Soldado de Cristo, que disse: "Sejam fiéis até a morte, e eu os darei a cora da vida".

 

Veja também...

Padre Luiz Carlos Lodi: Perigosas crendices sobre o aborto, elas são ensinadas nas Universidades sem qualquer fundamento científico

Lembrando: Papa Francisco elogia ex-ministra italiana pró-aborto, uma mulher que disse publicamente ter participado de mais de Dez Mil abortos

Acaso hoje, à semelhança do tempo de Moisés, não estão quebradas no chão as tábuas da lei? Acaso não se deixou de ser observada a Lei de Deus em Sua Igreja? Não merecemos, por isso, uma punição? Acaso não foram quebrados os Mandamentos?

Por que nos Estados Unidos as crianças católicas abandonam a fé aos 10 anos? Porque existe uma incompatibilidade entre o que aprendem sobre a Igreja e a ciência no colégio

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne