Bispo Athanasius Schneider: A respeito dos católicos, que dizem estar tudo bem, apesar da situação desastrosa da Igreja, no Julgamento de Deus, será perguntado: Por que você não levantou sua voz para defender a Verdade?


28.11.2017 -

Um dos bispos mais abertos do mundo em relação à atual crise na Igreja disse que, no julgamento final, Deus pedirá aos católicos "contas", porque eles não pediram ao Papa que acabasse com a confusão na Igreja.

n/d

Dom Athanasius Schneider, bispo auxiliar de Astana no Cazaquistão, disse em entrevista ao jornal Michael Matt do jornal The Remnant que "os verdadeiros amigos do Papa" são os cardeais bispos e leigos "que expressam sua preocupação pública com essas questões muito importantes, sobre o estado de confusão na Igreja. Eles são realmente os amigos do Papa ".

Ele chamou as preocupações e pede clareza, "um ato de caridade para com o Papa". Ele acrescentou que estava convencido de que quando o Papa enfrentar seu julgamento diante de Deus, "ele agradecerá os" cardeais, bispos e leigos que convidou-o a oferecer clareza.

O arcebispo Schneider disse que aqueles que realizam "adulação do Papa" e "negam a evidência" de que a ambiguidade nos ensinamentos do Papa está causando confusão, não estão ajudando o Papa nem a si mesmos, quando enfrentarão seu Julgamento final.

n/d

"A respeito daqueles que dizem ao Papa, "está tudo bem", apesar da situação desastrosa  da Igreja, o Arcebispo advertiu que no Julgamento Deus, ELE lhes perguntará: "O que você fez quando houve confusão, por que você não levantou a sua voz para defender a verdade?"

O Bispo Schneider vê a Igreja como uma "grande família de Deus" e que, dentro da família, temos que ter a oportunidade de falar "sem medo de ser punido ou isolado".

Fonte: www.lifesitenews.com  via  www.sinaisdoreino.com.br

 

Veja também...

Misericórdia para Francisco significa que segundo casamento não é adultério: Afirma sacerdote no jornal do Vaticano

Num livro-entrevista, o papa Bergoglio reduz o adultério e a fornicação a pecados menores”, anuncia uma “batalha contra a moral sexual via Amoris Laetitia, tolera uniões civis para homossexuais e diz que o estado secular é uma coisa saudável

A profunda divisão que percorre a Igreja não é entre opositores e fãs do Papa Francisco. Ocorre entre quem é fiel ao Magistério imutável dos Papas, e quem apoia Bergoglio com sua igreja nova diferente daquela fundada por Jesus Cristo

Em outubro de 2016, Francisco inaugurou o ano de Lutero, reunindo-se com pastores luteranos na Catedral sueca de Lund. A partir de então, celebrações ecumênicas se sucederam na Igreja, culminando no selo do Vaticano comemorando o protestantismo

Palestra de Edward Pentin, jornalista inglês que cobre o Vaticano há mais de 15 anos: Vaticano está pior do que você sabe ou imagina. A situação atual tem seguramente colocado as almas em risco

A revolução de Bergoglio na Igreja: O cardeal americano Blase Cupich, Arcebispo de Chicago, assegurou que, se os católicos querem participar do discernimento junto com Francisco, eles devem abandonar as crenças mais preciosas

Qual a surpresa de Bispos e Cardeais, levarem a Santíssima Mãe de Deus para dentro de um templo budista e ainda colocarem Nossa Senhora aos pés de Buda? Estes eclesiásticos apenas seguem uma inspiração maior, vinda de Francisco, é claro!!

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne