Padres do Fim dos Tempos: Padre de São Francisco de Sul SC, é condenado a quase 36 anos de prisão por estupro de vulnerável


09.05.2018 -

n/d

O padre acusado de abusar de dois meninos em casas paroquiais de São Francisco do Sul e Joinville foi condenado ao total de 35,6 anos de prisão. A decisão, expedida pelo juiz Tiago Facchin, foi publicada ontem e declarou Marcos Roberto Ferreira, 36 anos, culpado pelos crimes de estupro de vulnerável e fornecimento de bebida alcoólica às duas crianças. A defesa dele informou que irá recorrer da sentença. A ação tramita em segredo de Justiça.

O sacerdote está preso desde junho de 2017, quando foi detido pela Polícia Civil na casa da mãe dele, no bairro Jardim Paraíso, na zona Norte joinvilense.

n/d

O crime teria ocorrido em maio de 2017, quando um dos meninos pediu socorro ao pai, por meio de aplicativo de mensagem. À época, o garoto e outros três meninos participavam de um retiro espiritual organizado pelo padre em uma paróquia de Joinville, quando teria havido o abuso.

De acordo com o advogado de acusação Alex Richer Volpato, inicialmente a denúncia apontou que outros dois meninos também poderiam ter sido vítimas. O juiz Fachin julgou o crime parcialmente procedente, absolvendo o sacerdote nestes dois casos e o condenando pelo crime em relação aos outros dois meninos, então com 12 e 13 anos.

O padre foi sentenciado a 33 anos, dois meses e seis dias de reclusão em regime inicialmente fechado pelo crime de estupro de vulnerável e a mais dois anos e quatro meses de detenção em regime semiaberto pelo fornecimento de bebida alcoólica aos menores – 35 anos e seis meses no total.

Em quase um ano de andamento processo, a Justiça ouviu 14 pessoas relacionadas à acusação, entre testemunhas e vítimas, e 42 de defesa. Houve três audiências para interrogatórios, duas em novembro de 2017 e a última em março de 2018. O réu se pronunciou somente na última, declarando-se inocente. Ao longo das investigações foram juntadas provas da prática de crime, como conversas pelo aplicativo e depoimento das testemunhas, além de laudo psicológico da Polícia Civil com uma avaliação da vítima. Ele teria comprovado a prática dos atos libidinosos.

– Esse laudo apontou que as vítimas haviam sido expostas à conduta delitual. Todas as expressões e reações dos meninos corroboraram com os indícios de que houve abuso, ocorrido no ano passado – afirma Volpato.

O advogado comenta que o crime causou grande abalo à família que formulou a denúncia. Eles precisaram se mudar de São Francisco do Sul para outra cidade do Estado, porque estavam sofrendo com acusações de que a história poderia ser mentira. Os familiares foram procurados pela reportagem, mas preferiram não dar entrevista. Limitaram-se a afirmar que a sentença “traz um pouco de alívio, mas o que vai prevalecer é a justiça divina”.

O advogado do padre, Karlo Murillo Honotório, informou que o cliente nega todas as acusações e que irá recorrer da sentença.

Igreja afasta sacerdote

Em junho do ano passado, o padre foi afastado das funções sacerdotais. Por meio de nota, a Diocese de Joinville comunicou que “desde que tomou conhecimento das denúncias, o referido padre foi devidamente suspenso do ministério sacerdotal como prevê o Código de Direito Canônico e orienta o Papa Francisco. Cumpre ressaltar que o padre Marcos Roberto Ferreira contratou advogado próprio para defendê-lo e está custeando os serviços com recursos próprios”.

Na nota, a Diocese também informou que, “diante da condenação em primeira instância, continuará o processo canônico que culminará na redução ao estado laical do referido padre, ou seja, definitivamente não exercerá mais o ministério sacerdotal. A Diocese de Joinville continua à disposição das autoridades competentes, comprometida com a busca da verdade e repudia totalmente a pedofilia”.

Relembre o caso

As investigações começaram em maio do ano passado, quando familiares de quatro crianças denunciaram o líder religioso. Uma quinta suposta vítima também foi identificada durante as apurações, mas não houve comprovação dos fatos durante o inquérito policial. Um dos garotos pediu socorro ao pai, no dia 22 de maio de 2017. 

À época, o menino participava de um retiro espiritual, com outros três meninos, organizado pelo padre em uma paróquia de Joinville. As crianças, com idades entre 12 e 13 anos, residiam em São Francisco e teriam vindo à cidade depois do convite do padre, que havia sido transferido há cerca de um mês. No local, teria ocorrido a prática de atos libidinosos contra os meninos.

Visto em: anoticia.clicrbs.com.br

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Jacinta, uma das videntes de Nossa Senhora em Fátima , em suas últimas palavras, comunicadas à sua madrinha, madre Maria da Purificação Godinho, disse: "Minha madrinha, peça muito pelos pecadores! Peça muito pelos padres! Peça muito pelos religiosos! Os padres só deviam ocupar-se das coisas da Igreja . Eles devem ser puros".

Disse JESUS à Sua serva Catalina de Jesús Herrera (1795), conhecida pelas revelações sobrenaturais que teve e por sua vida de santidade. Ó meu Jesus, começastes a me dar a entender quão decepcionado estavas com os religiosos. E me dizias: "Os eclesiásticos são causa da perdição das pessoas seculares. E como por seus maus costumes deixaram que se lhes perdesse totalmente o respeito, já o mundo não faz nenhum caso deles, razão pela qual não é de nenhum proveito o que pregam. Se eles vivessem como devem, meu Espírito infundiria por seus lábios fervor nas pessoas do mundo. E daí se seguiria a moderação nos costumes. Mas como as pessoas do mundo veem que eles fazem as mesmas coisas que os outros, foi-se introduzindo o hábito de desprezá-los, e fica sem efeito a sua Doutrina".

Em La Salette - França, 1846, Aparição reconhecida pela Santa Sé, disse Nossa Senhora: “Os sacerdotes, ministros de Meu Filho, por sua má vida, por suas irreverências e por sua impiedade em celebrar os santos Mistérios, por seu amor ao dinheiro, às honras e aos prazeres, se converteram em cloacas de impurezas. - (isso em 1846, imaginem agora). Que com suas infidelidades e sua má vida crucificam de novo ao Meu Filho!"

Diz na Sagrada Escritura:

"É a ruína que está chegando. Procurar-se-á salvação, sem que se possa encontrá-la. Sobrevirão desastres sobre desastres, má nova sobre má nova. Pedir-se-ão oráculos ao profeta, faltará a lei para o sacerdote, e o conselho para os anciãos.". (Ezequiel 7, 25)

"Porque o desejo da carne é hostil a Deus, pois a carne não se submete à lei de Deus, e nem o pode. Os que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não viveis segundo a carne, mas segundo o Espírito, se realmente o espírito de Deus habita em vós. Se alguém não possui o Espírito de Cristo, este não é dele". (Romanos 8, 7-9)

Disse certa vez o Santo Dom Bosco: "O padre não vai sozinho para o céu. Nem para o inferno. Se agir bem, irá para o céu com as pessoas que ajudou com seu bom exemplo. Se for infiel, se envolver em escândalos, se perderá com as pessoas condenadas por seu escândalo".

O Santo Padre Pio resume numa frase estes maus servidores: "O Sacerdote, ou é um Santo, ou é um demônio. Ou santifica, ou arruína".

Disse São João Crisóstomo: “Nunca Deus é tão ofendido como e quando os que O ultrajam estão revestidos da dignidade sacerdotal!” 

 

Veja também...

Irmã Lúcia advertiu contra os pecados dos padres e religiosos e a luta do demônio para os possuir em 1957

Padres do Fim dos Tempos: Confirmado que dezenas de padres na Itália, participavam de orgias homossexuais ou recorriam à prostituição. Documento polêmico do Arcebispo de Nápoles chega ao Vaticano

Eclesiásticos do Fim dos Tempos: Monsenhor preso (acredite se quiser) por orgia gay com drogas no Vaticano, teve nome divulgado

Padres do Fim dos Tempos: Sacrilégio na Igreja irlandesa, com padre profanando o Altar Sagrado, praticando atividades sexuais com outro homem (Como é que é!?)

Frades do Fim dos Tempos: Confraria Dominicana espanhola, realiza festa regada a bebidas alcoólicas, com frade fazendo até strip-tease, nas instalações da própria Diocese (Como é que é!?)

Padre Malachi Martin, que leu o Terceiro Segredo de Fátima: A apostasia na Igreja é o contexto do Terceiro Segredo. Cardeais, Bispos e Padres estão a cair no inferno como folhas. A Fé desaparecerá de países. O Castigo virá e será o pior pesadelo

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne