Líder hindu exige que cristãos deixem a Índia ou sejam expulsos à força


30.06.2018 -

Um proeminente líder hindu, Om Swami Maharaj, disse diretamente aos cristãos em toda a Índia que eles devem "sair agora" ou serão expulsos à força do país. Sua declaração está despertando preocupações significativas para os fiéis, segundo um grupo de vigilância.

n/d

David Curry, CEO da Portas Abertas nos Estados Unidos, disse que as ameaças de Maharaj, feitas no final de maio, vêm ganhando força e se baseiam em falsas acusações de que os cristãos estão promovendo o terrorismo.

Ele observou que "essencialmente, o que eles estão dizendo é que o comportamento 'não-hindu' e 'não-indiano' é anti-estado, é contra as melhores necessidades do estado, por isso é terrorismo", segundo o site Mission Network News.

Mais de 65 milhões de cristãos compoõem a população da Índia e são uma parte importante da força social e de trabalho no país. 

Curry advertiu que o movimento político em torno do presidente Narendra Modri ​​está "usando o nacionalismo" para eliminar os supostos inimigos religiosos dos hindus. "Eles vêem os cristãos como inimigos de sua agenda política", explicou.

Maharaj e outros 20 hindus radicais também realizaram manifestações públicas em que carimbaram imagens do Papa Francisco perto de igrejas católicas, cantando slogans como "Papa Francisco Murdabad" (Abaixo o Papa Francisco), de acordo com o site UCAnews.

Os cristãos continuam a enfrentando violência sob a administração de Modi, na maioria das vezes em aldeias rurais e estados sem proteção policial. Na semana passada, cinco mulheres que trabalhavam para um grupo missionário cristão foram sequestradas e estupradas em gangues no distrito de Khunti, no estado de Jharkhand.

As mulheres estavam fazendo uma peça que visava aumentar a conscientização sobre o tráfico de pessoas quando foram tomadas pelos agressores, que filmaram o estupro em vídeo, segundo a polícia.

"Ainda estamos processando o que aconteceu", disse Rajiv Ranjan Sinha, da Rede Jharkhand anti-tráfico. "Esta é a primeira vez que os trabalhadores de campo são alvos. É surpreendente e chocante. Agora, será mais difícil trabalhar com essa questão".

A Portas Abertas, que tem ajudado cristãos na Índia, compartilhou a história de uma estudante de 22 anos que foi espancada severamente por sua fé. Radicais hindus a forçaram a sair de sua aldeia e disseram que ela seria estuprada ou morta caso retornasse.

Visto em: Guia-me noticias

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura:

"Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação? A angústia? A perseguição? A fome? A nudez? O perigo? A espada?" (Romanos 8, 35)

n/d

"Se o mundo vos odeia, sabei que me odiou a mim antes que a vós. Se fôsseis do mundo, o mundo vos amaria como sendo seus. Como, porém, não sois do mundo, mas do mundo vos escolhi, por isso o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também vos hão de perseguir. Se guardaram a minha palavra, hão de guardar também a vossa. Mas vos farão tudo isso por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. Se eu não viesse e não lhes tivesse falado, não teriam pecado; mas agora não há desculpa para o seu pecado. Aquele que me odeia, odeia também a meu Pai". (João, 15,18-23)

"Então sereis entregues aos tormentos, matar-vos-ão e sereis por minha causa objeto de ódio para todas as nações". (São Mateus 24,9)

 

Veja também...

Perseguição aos cristãos hoje é comparável à Roma de Nero, avalia estudioso, que utilizou a Coreia do Norte como exemplo

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne