Papa Bento XVI: A verdadeira liberdade é se entregar a serviço dos outros


01.07.2007 - Cidade do Vaticano - O Papa Bento XVI assegurou que a verdadeira liberdade está em "se entregar a serviço dos outros" e que viver "segundo a carne" significa seguir as tendências egoístas da natureza humana, enquanto viver segundo o espírito é "deixar-se guiar pelo amor de Deus".

Bento XVI se referiu hoje à liberdade diante de milhares de pessoas que assistiram na Praça São Pedro do Vaticano ao ângelus dominical, no qual também fez um apelo para que se ponha fim a todos os seqüestros na Colômbia e que sejam liberadas todas as pessoas que estão nas mãos de seqüestradores no país.

O Bispo de Roma se perguntou quem é mais livre, quem se doa "conscientemente no serviço aos outros e assim se encontra cheio de vida pelo amor que doou ou recebeu" ou aquele que se reserva todas as possibilidades que lhe oferece a vida "por temor perdê-las". O Papa escolheu o primeiro.

O Pontífice destacou os homens e mulheres que demonstraram ser livres até mesmo na prisão e sob as ameaças da tortura. "A liberdade virá. Quem pertence à verdade jamais será escravo de poder algum, mas saberá sempre de maneira livre ser servo de seus irmãos".

Após a reza do ângelus, o Papa expressou sua "tristeza" ao saber do "bárbaro assassinato" de onze deputados do departamento de Valle del Cauca, seqüestrados há cinco anos pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Bento XVI desejou boas férias neste mês de julho. Ele partirá no dia 9 para a localidade alpina italiana de Lorenzago di Cadore, na região do Vêneto, onde permanecerá até 27 de julho.

Fonte: UOL notícias

Rainha Maria - Todos os direitos reservados

PluGzOne