Onda de frio polar na Argentina põe em xeque o sistema energético


08.07.2007 - A onda de frio polar que afeta todo o território argentino põe em xeque o sistema energético já em crise, com cortes de fornecimento de gás e eletricidade nas grandes indústrias, mas as previsões para a semana continuam sendo de baixas temperaturas.

O frio intenso que provocou nevadas incomuns na província de São Luis com termômetros abaixo de zero em grande parte do território aumenta a demanda de energia. Na tentativa de aliviá-la, o governo recorreu a importações extras de Brasil, Paraguai e Bolívia.

A falta de chuvas no sul do país compromete a geração de energia nas hidroelétricas, o que sobrecarrega a produção nas centrais termoelétricas que funcionam com combustíveis líquidos.

Cerca de 4.700 indústrias foram afetadas por cortes de gás e eletricidade. Mas o governo reafirmou sua intenção de evitar os cortes nas residências a pouco menos de cinco meses das eleições gerais e na ante-sala da campanha eleitoral da candidata e primeira-dama, Cristina Kirchner.

Fonte: Terra notícias

Rainha Maria - Todos os direitos reservados

PluGzOne