A Nova Era e a Nova Ordem Mundial

O Diabo vira personagem infantil em campanha do Grupo RBS para crianças

11.06.2013 - Nota de www.rainhamaria.com.br  - por Dilson Kutscher

Eu poderia escrever um grande artigo sobre este fato, mas penso que uma imagem vale por 1000 palavras.

Bem vindo ao Fim dos Tempos...

Campanha para crianças com anjinhos, ursinhos, coelhinhos, patinhos, bonequinhos...mas não mesmo!!

A moda agora são bruxinhas, monstrinhos e diabinhos...

Ainda (ELES) dizem que é uma turma muito "querida!" para falar de amor e de educação.

n/d

NOTICIA:

Sobre o Grupo RBS: Rede de comunicação que abrange os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul através de emissoras de TV e Rádio, jornais e portal de internet.

A Bruxa, a Mula Sem Cabeça, o Bicho-Papão, o Diabo e o Boi da Cara Preta formam o time da nova campanha do Grupo RBS e da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho

Uma turma muito querida e animada está de volta para falar de amor e de educação: são os monstrinhos da RBS.

Em 2003, eles e seus filhotes pediam que todo mundo protegesse as crianças dos maus-tratos, com os dizeres: "O amor é a melhor herança. Cuide das crianças". Agora, 10 anos depois, a última frase foi substituída por "Educação para as crianças". É neste clima que o Bicho-Papão, a Mula Sem Cabeça, o Diabo, a Bruxa e o Boi da Cara Preta, acompanhados de seus filhotes, inauguram a segunda fase da campanha A Educação Precisa de Respostas, do Grupo RBS e da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho (FMSS).

O lançamento oficial do projeto, com a apresentação do vídeo institucional completo, ocorrerá no Jornal do Almoço desta terça-feira, 11 de junho, com transmissão para Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os monstros vão apadrinhar temas associados à educação (veja abaixo).

As cinco "famílias" de personagens voltam renovadas para a animação gráfica nos comerciais. A ideia é estimular o debate e dar visibilidade a soluções que elevem a qualidade da Educação Básica no país, em especial no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

— Esta segunda fase da campanha é mais uma demonstração do comprometimento da RBS com esse tema, demonstrado no ano passado com a apresentação dos nossos compromissos com a educação. Acreditamos que, ao trazer de volta personagens tão queridos, vamos engajar um público mais amplo, especialmente as crianças e os adolescentes, sem perder a consistência de conteúdo que requer esse assunto tão relevante para o desenvolvimento do nosso país — explica Nelson Sirotsky, presidente do Conselho de Administração do Grupo RBS.

A diretora-executiva de Comunicação Corporativa da RBS, Anik Suzuki, lembra que, em 2003, por meio desses personagens, a campanha conseguiu abordar um tema árduo, como a violência e o abuso infantil, de uma forma que pôde ser discutido pelas famílias e serviu de alerta.

— Queremos que esta mesma linguagem lúdica nos ajude agora a mostrar que a educação é um ato de amor — afirma Anik Suzuki.

Quem assina a campanha dos Monstrinhos é a agência DM9Sul, que contou com a participação do publicitário Marcelo Pires, criador da campanha "O amor é a melhor herança. Cuide das crianças", de 2003. A Otto é a produtora de vídeo, e a Fon Fon é a produtora de áudio.

Temas da campanha

> Os 5 monstrinhos — Educação para as crianças

3,6 milhões de crianças entre quatro e cinco anos e jovens entre 15 e 17 anos não frequentam a escola no Brasil. Só teremos o país desenvolvido que se sonha quando todas as crianças estudarem e aprenderem. A educação é importante porque faz a economia do país crescer. Quanto maior a escolaridade, mais chances a pessoa tem de crescer ao longo da vida, maior será a renda, a independência financeira e a perspectiva no mercado de trabalho.

> Bicho-Papão — Toda criança na escola

Está previsto na Constituição que todas as crianças e os jovens de quatro a 17 anos devem estar na escola até 2016. Estudos mostram que quem faz uma boa pré-escola tem 38% a mais de chances de concluir o Ensino Médio. Nesta fase da campanha, serão abordados temas como a importância da escola e os efeitos positivos que a educação tem sobre o desenvolvimento sustentado do país.

> Mula Sem Cabeça — O papel dos pais na educação

A presença dos pais é decisiva no desempenho dos filhos. Além de acompanhar a rotina de estudos em casa, é preciso ter um diálogo com a instituição de ensino, conhecendo o desempenho da escola nos principais indicadores de qualidade. Não basta frequentar aulas, o aluno tem de aprender, e cabe aos pais acompanhar a qualidade do aprendizado.

> Boi da Cara Preta — Os professores e o espaço da escola

Tema focado na valorização e na importância de qualificar um dos principais pilares do ensino: o professor. É preocupante que apenas 2% dos jovens que concluem o Ensino Médio queiram ser professores. A proposta é estimular a criação de mecanismos para tornar a carreira do magistério um objeto de desejo da juventude. Também será destacado o papel da escola como centro de saber e espaço para o desenvolvimento.

> Bruxa — Educação, compromisso de todos

A educação é um compromisso de cada um. A bruxa quer mobilizar a sociedade para participar do processo educacional, estimulando os pais a se tornarem agentes fiscalizadores da qualidade da aprendizagem, assim como o aperfeiçoamento da gestão e da governança da educação no Brasil.

Fontes: Priscila Cruz, diretora do movimento Todos pela Educação, e Mozart Neves Ramos, membro do Conselho Nacional de Educação (CNE) e Jornal Diário Catarinense

================================================

Nota final de www.rainhamaria.com.br  -  por Dilson kutscher

Apenas uma importante observação: Notem que anunciam os 5 monstrinhos — Educação para as crianças.

Vejam no artigo acima, só mencionaram 4 personagens, deixaram o Diabo sem explicação. Interessante isto, não?

O Diabo ELES não dizem qual a ligação com a educação das crianças.

Aliás, o Diabo e a educação das crianças, que mistura estranha ELES usam para falar de amor e educação.

Diz na Sagrada Escritura:

"Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem, mal, que mudam as trevas em luz e a luz em trevas, que tornam doce o que é amargo, e amargo o que é doce!" (Is 5, 20)

 

Temos 53 Online

Segunda Vinda
de Jesus