Do livro Summa Demoniaca do Padre Fortea, famoso padre exorcista espanhol: Questões sobre a natureza do demônio


23.10.2016 - Hora desta Atualização - 09h50

n/d

Nota de www.rainhamaria.com.br

Excertos da obra 'Summa Daemoniaca'. O livro Summa Demoniaca do Padre Fortea (famoso padre exorcista espanhol) foi escrito para padres exorcistas, mas tem sido lido por religiosos, leigos e fiéis em geral. Nas palavras do próprio Padre Fortea: 'Não estava nos meus planos, mas nos de Deus. Que assim seja. Que os filhos de Deus possam inundar os seus intelectos no fogo do temor a Deus durante a sua leitura, para que assim evitem ser lançados lá (no inferno) com a sua alma depois da morte".

====================================

Algumas questões sobre a natureza do demônio

Os demônios conhecem o futuro?

Eles não veem o futuro, mas podem fazer às vezes fazer conjecturas sobre ele. Com sua inteligência, muito superior à humana, podem deduzir algumas coisas que sucederão ou ocorrerão, conhecendo as suas causas. Aquilo que pertence apenas à liberdade humana, está indeterminado e isto eles não o conhecem. Não sabem o que eu decidirei livremente. Mas, com sua inteligência superior, veem os efeitos das causas que nós não percebemos nada. Assim, há ocasiões em que eles sabem, com toda a certeza, o que sucederá, ainda que nem o mais inteligente dos seres humanos seja capaz de suspeitar mesmo analisando com todo rigor todos os aspectos causais. Em outras ocasiões, porém, nem a natureza angélica da mais elevada hierarquia poderia deduzir [o futuro]. A liberdade humana [nosso livre arbítrio] constitui sobretudo o grande fator de indeterminação em suas previsões.

Pode um demônio fazer algo de bom?

O demônio não está sempre fazendo o mal; muitas vezes, ele está simplesmente pensando. E, nisso, não faz mal algum, pois se trata de um mero ato de sua natureza. Entretanto, o demônio não pode realizar atos morais sobrenaturais, ou seja, não pode fazer um ato de caridade, de arrependimento sobrenatural, de glorificação sincera a Deus, etc, uma vez que, para realizá-los, precisaria de uma graça sobrenatural. Pode até glorificar a Deus, mas à força, mas não porque quisera fazê-lo, mas obrigado. Pode arrepender-se de ter se afastado de Deus, mas sem pedir perdão por isso, recriminando apenas o mal que lhe sobreveio desta ação, mas sem remorso por ter ofendido a Deus. E assim pode fazer muitos outros atos naturais com sua inteligência e vontade. Porém, o demônio jamais demonstrará a mínima compaixão nem o menor ato de amor para quem quer que seja. Seu coração somente odeia, sendo insensível ao sofrimento dos demais.

O demônio é livre para fazer mais ou menos males?

O demônio faz o mal quando quer, nada o obriga a fazê-lo. É um ser livre e sua vontade é que determina fazer as coisas quando quiser. Deseja fazer o mal e para fazer o mal há que tentar. Mas, para tentar, tem que insistir. Alguns demônios insistem mais, outros desistem antes. Há demônios mais decididos e outros menos operosos. Há demônios que, pelo ímpeto de sua cólera, perseguem as almas como verdadeiros predadores. Outros demônios estão submersos em uma espécie de depressão e não possuem um ódio extremado para perseguir tão obsessivamente as almas. O prazer que consegue ao ter êxito em fazer um mal é exatamente o mesmo de uma pessoa na terra quando consegue vingar-se de seu inimigo. Trata-se de um prazer cheio de ódio, sem nenhuma consolação. Entretanto, estamos falando de graus, já que todos odeiam a Deus e são predadores de almas.

Quais são os mais malignos dentre os demônios?

Pode parecer que demônios mais perversos são os pertencentes à mais alta hierarquia, mas não. Não existe uma relação entre natureza e pecado. Uma natureza angélica da última hierarquia pode ser muito mais perversa que um anjo superior. O mal que pode cometer um ser livre não depende da inteligência, nem do poder que se possui. Sempre se coloca como um exemplo de malignidade extrema o chefe das forças nazistas, Heinrich Himler. Mas, não poderia ser pior algum de seus subordinados? Evidente que sim!

Entre os homens, vemos que alguém menos inteligente e em uma posição social menos relevante pode ser muito pior, muito mais perverso, que um grande ditador. E o mesmo que vale para o mal, vale para o bem. Um anjo da última hierarquia pode desenvolver mais as suas virtudes que um da mais alta hierarquia. Da mesma forma, uma idosa humilde e sem estudos e que tenha se dedicado apenas aos afazeres domésticos pode ser mais santa que um arcebispo ou um sumo pontífice. Uma interessante pergunta que se depreende de tudo isso é se a hierarquia que nos dá a Bíblia (anjos, arcanjos, principados...) é uma hierarquia da graça ou da natureza. Ou seja, os serafins são os mais santos ou somente os mais poderosos e nos quais brilha mais o fulgor da inteligência angélica?

No que pensa um demônio?

Todo anjo decaído conserva a inteligência de sua natureza angélica e, com ela, segue conhecendo. Conhece e indaga com a sua mente o mundo material e espiritual, o mundo real e o intelectual. Como um ser espiritual, eminentemente intelectual, não há dúvidas de que está profundamente interessado nas questões de ordem conceitual. Ele sabe muito bem que a filosofia é a mais elevada das ciências e, inclusive, que a teologia está acima da filosofia; porém, odeia a Deus. No conhecimento, encontra prazer, mas também sofrimento. Sofre a cada vez que esse conhecimento o leva a considerar a Deus. E o demônio percebe continuamente a ordem e a glória do Criador em todas as coisas. Até mesmo nas coisas aparentemente mais neutras, ele se defronta com o reflexo e a confirmação dos atributos divinos.

Mas o demônio não está sempre sofrendo, em cada instante. Muitas, vezes, está simplesmente pensando. Ele sofre em certos momentos, quando se recorda de Deus, quando volta a se dar conta do seu estado miserável, de sua separação de Deus, no remorso de sua consciência. Certas vezes sofre mais, outras vezes menos, mas seu sofrimento não é uniforme e estas variações ocorrem segundo a intensidade que assinala a deformidade moral de cada demônio. Seria terrível imaginar os demônios como seres permanentemente em sofrimento, em cada instante e cada momento. A separação de Deus produz sofrimento por toda a eternidade, mas é um sofrimento de afastamento e não um sofrimento de um instrumento de tortura, em ação contínua. Fonte Sendarium.

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

Somente para lembrar aos católicos, que o demônio é um inimigo poderoso. Nunca o substime, achando que será fácil o combate contra as forças das trevas.

Satanás oferece grande resistência aos verdadeiros evangelizadores que através do mundo inteiro tentam levar aos pecadores, aos perdidos, a mensagem de Salvação em Jesus.

O Apóstolo São Paulo afirma em (I Ts 2,18) onde ele escrevendo àquela igreja e explicando por que ele não havia ainda voltado ali, diz o seguinte:

"Por  isto quisemos ir até vós (pelo menos eu, Paulo, não somente uma vez, mas duas), contudo Satanás nos barrou o caminho".

O verdadeiro 'triunfo' do demônio, porém, é que ele está "sempre escondido" e a coisa que mais deseja é que não se "acredite na sua existência". Ele "estuda a cada um de nós, nas suas tendências para o bem e para o mal, e depois suscita as tentações", aproveitando-se das nossas fraquezas.

Disse Santo Afonso de Ligório: "A vida presente é uma guerra contínua com o inferno, na qual corremos, a cada instante, o perigo de perder a Deus e a nossa alma".

São Ambrósio dizia que na terra só caminhamos sobre ciladas armadas por nossos inimigos demoníacos a fim de nos roubarem a graça divina.

Diz ainda na Sagrada Escritura:

Non serviam! ― Não servirei! "Subirei até o alto dos Céus, estabelecerei o meu trono acima dos astros de Deus, sentar-me-ei sobre o monte da aliança! Serei semelhante ao Altíssimo!” (Isaias 14, 13-14).

Este odioso brado de revolta ― inspiração de todos os gritos de insubmissão da História ― fez-se ouvir no Céu. Era Lúcifer, o anjo que portava a luz. Tal era sua excelência que a Igreja aplica a ele as palavras de Ezequiel: “Tu és o selo de semelhança de Deus, cheio de sabedoria e perfeito na beleza; tu vivias nas delícias do paraíso de Deus e tudo foi empregado para realçar a tua formosura!” (Ez 28, 12-12)

Arrastando consigo a terça parte dos anjos, Lúcifer foi precipitado no inferno, tornando-se o príncipe das trevas.

n/d

“Como caístes, ó astro resplandecente, que na aurora brilhavas? A tua soberba foi abatida até os infernos” (Isaias 14, 11-12).

Quantos são os corações dos homens do fim dos tempos, que são orgulhosos, soberbos...

Dizem muitos exorcistas, que combatem as forças das trevas, que “a soberba” é o pecado que o demônio mais gosta.

Também os exorcistas advertem que práticas da “nova era”, como por exemplo, o reiki, ioga, astrologia, adivinhação...enfim e outros...somados a práticas ocultistas e esotéricas, podem ser portas de entrada para o demônio.

Como dizia o poeta francês Charles Pierre Beaudelaire (1821-1867): "A maior astúcia do demônio é fazer acreditar que ele não existe".

n/d

"Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar". (1Pedro 5 ,8)

O Magistério e a Tradição da Igreja sempre defenderam a existência do demônio porque é um adversário real, inimigo de Cristo e do Seu Glorioso Reino. Para além da Bíblia, o Catecismo da Igreja Católica fala cerca de 40 vezes do demónio.

A possessão diabólica é apenas uma das manifestações da existência e do poder maligno do demônio. Infelizmente hoje em dia o tema da existência do demônio foi votado ao estatuto de tabu e a própria Igreja dos dias de hoje, conciliar e modernista, parece ter problemas em falar disso. Muitos até preferem dizer que o demônio é apenas um "simbolismo" e não uma entidade real.

 

Veja também...

Exorcista Padre Gabriele Amorth: Certo dia, um Cardeal me disse; nós dois sabemos que Satanás não existe

Disse o Exorcista, Padre Gabriele Amorth, da Diocese de Roma: O demônio está instalado no coração da Igreja

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne