Clima do Fim dos Tempos: Granizo gigante provoca destruição e deixa feridos em cidades de Entre Rios, Argentina


07.01.2017 -

Severas tempestades de granizo atingiram a província de Entre Rios, no norte da Argentina. Em vários municípios, danos generalizados, principalmente, devido ao granizo de grande dimensão, foram registrados. Os mais afetados foram Hernandarias, Piedras Blancas e Santa Elena.

n/d

(O Senhor fará retumbar sua voz majestosa, e mostrará como o seu braço desaba em sua cólera ardente, nas chamas de um fogo devorador, na tempestade, com chuva e granizo. Isaías 30, 30)

Pedras de até 10 centímetros de diâmetro destruíram construções por completo, de acordo com informações disponibilizadas, ainda que prematuramente, dado o horário e à falta de visibilidade, pela Defesa Civil.

n/d

(Grandes pedras de gelo, que podiam pesar um talento, caíram do céu sobre os homens. Os homens amaldiçoaram a Deus por causa do flagelo da saraiva, pois este foi terrível. Apocalipse 16, 21)

n/d

Emissoras de rádio locais informaram ainda que pessoas ficaram feridas no interior do município de Santa Elena e que animais morreram por conta do granizo. A informação não foi confirmada pelas autoridades devido à dificuldade de acesso aos locais mais atingidos.

Já as plantações foram completamente dizimadas, o que deve gerar enorme prejuízo econômico, uma vez que a principal receita dos municípios é a agricultura e o período atual é de pleno desenvolvimento da safra 2016/2017.

n/d

(Pois bem! Eis o que diz o Senhor Javé: em minha indignação, desencadearei um furacão, em minha cólera, vou mandar uma tempestade, em meu furor de destruição, farei cair granizo. Ezequiel 13, 13)

As tempestades ainda provocaram intensas rajadas de vento, onde árvores e postes caíram deixando boa parte dos municípios afetados sem energia elétrica até o início da madrugada desta quarta-feira (04).

Fonte: Diário Uno Santa Fé  via  De Olho No Tempo Meteorologia

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura:

"Portanto, nós nos desgarramos para longe da verdade: a luz da justiça não brilhou para nós e o sol não se levantou sobre nós! Nós nos manchamos nas sendas da iniqüidade e da perdição, erramos pelos desertos sem caminhos e não conhecemos o caminho do Senhor! O que ganhamos com nosso orgulho, e que nos trouxe a riqueza unida à arrogância? Tudo isso desapareceu como sombra, como notícia que passa; como navio que fende a água agitada, sem que se possa reencontrar o rasto de seu itinerário, nem a esteira de sua quilha nas ondas. Assim a esperança do ímpio é como a poeira levada pelo vento, e como uma leve espuma espalhada pela tempestade; ela se dissipa como o fumo ao vento, e passa como a lembrança do hóspede de um dia. Os raios partirão como flechas bem dirigidas, e, como de um arco bem distendido, voarão das nuvens para o alvo...

n/d

Uma balista fará cair uma pesada saraiva de ira; a água do mar se levantará em turbilhão contra eles e os rios os arrastarão impetuosamente. O sopro do Todo-poderoso se insurgirá contra eles e os dispersará como um furacão; a iniqüidade fará de toda a terra um deserto, e a malícia derrubará os tronos dos poderosos!" (Sabedoria 5, 6-10 e  21-23)

"Que fareis vós no dia do ajuste de contas, e da tempestade que virá de longe? Junto de quem procurareis auxílio, e onde deixareis vossas riquezas?" (Isaías 10, 3)

n/d

"Eis que se aproxima o grande dia do Senhor! Ele se aproxima rapidamente. Terrível é o ruído que faz o dia do Senhor; o mais forte soltará gritos de amargura nesse dia. Esse dia será um dia de ira, dia de angústia e de aflição, dia de ruína e de devastação; dia de trevas e escuridão, dia de nuvens e de névoas espessas. Dia de trombeta e de alarme, contra as cidades fortes e as torres elevadas.

n/d

Mergulharei os homens na aflição, e eles andarão como cegos porque pecaram contra o Senhor. Seu sangue será derramado como o pó, e suas entranhas como o lixo. Nem sua prata, nem seu ouro poderão salvá-los no dia da cólera do Senhor. Toda a terra será devorada pelo fogo de seu zelo, porque ele aniquilará de repente toda a população da terra". (Sofonias 1)

"Povos, escutai bem! Nações, prestai-me atenção! Pois é de mim que emanará a doutrina e a verdadeira religião que será a luz dos povos. De repente minha justiça chegará, minha salvação vai aparecer, (meu braço fará justiça aos povos), as ilhas em mim terão esperança e contarão com meu braço. Levantai os olhos para o céu, volvei vosso olhar à terra: os céus vão desvanecer-se como fumaça, como um vestido em farrapos ficará a terra, e seus habitantes morrerão como moscas. Mas minha salvação subsistirá sempre, e minha vitória não terá fim. Eu sou o Senhor teu Deus, que revolvo o mar e faço rugir as ondas; eu me chamo o Senhor dos exércitos". (Isaias 51)

 

Veja também...

Disse a vidente de Fátima, Irmã Lúcia: Deus vai castigar o mundo, e vai castigá-lo de uma maneira tremenda

Cabe aos homens sustar o castigo iminente: Sabe-se que Nossa Senhora, falando aos três pastorinhos em Fátima, e mais tarde, manifestando-se à Irmã Lúcia, prenunciou terríveis castigos para a humanidade

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne