Arquidiocese canadense promove evento pró-homossexual: Perguntado se o evento teria lugar para o ensino cristão contra a homossexualidade, como encontrado na Carta de São Paulo (Rm 1, 26-28), dizem que não é uma clara condenação da homossexualidade


30.06.2017 -

n/d

Uma arquidiocese católica canadense anunciou em seu boletim que um eventopró-homossexual, um serviço "multi-fé", que ocorrerá no próximo mês, em um centro de retiro católico dirigido por irmãs religiosas dentro da arquidiocese. 

Um sacerdote na Arquidiocese que está no comitê que organiza o evento criticou anteriormente o ensino católico sobre casamento e sexualidade como "embaraçoso" e como tentativa de "reprimir" homossexuais que "desejam viver um estilo de vida mais aberto, mais honesto e saudável".

O anúncio intitulado "Pride St. John's Multi-Faith Service" apareceu no boletim do 25 de junho para a Arquidiocese de St. John, Newfoundland, supervisionado pelo Arcebispo Martin Currie. 

n/d

"Como parte das celebrações do St. John's para LGBTQ (gay) este ano, haverá um segundo Serviço Multi-Fé. Pessoas se juntarão para compartilhar suas reflexões sobre o tema: avançar com esperança, afirma o boletim. 

"Nós teremos pessoas de várias tradições de fé juntas para testemunhar, compartilhar histórias, cantar hinos de alegria e comemorar nosso desejo comum de avançar com esperança. Venha se juntar a nós neste momento de fé e espere nos ajudar a construir nossa comunidade acolhedora e amorosa ", acrescenta.

n/d

Padre Paul Lundrigan, membro do comitê que está ajudando a organizar o evento e quem também é pastor da Paróquia da Santíssima Trindade dentro da Arquidiocese, disse à LifeSiteNews que o Serviço Multi-Fé é "uma oportunidade de se unir e não ensinar doutrina ou promover um Ponto de vista ou outro, mas para ouvir e compartilhar fé ".

Perguntado se o evento teria algum lugar para o ensino cristão contra a homossexualidade, especialmente como encontrado na carta de São Paulo aos romanos - onde o apóstolo fala sobre atos homossexuais como "não naturais" e "vergonhosas", o Padre Lundrigan respondeu que a passagem "não é uma clara condenação da homossexualidade".

“Por isso, Deus os entregou a paixões vergonhosas: as suas mulheres mudaram as relações naturais em relações contra a natureza. Do mesmo modo também os homens, deixando o uso natural da mulher, arderam em desejos uns para com os outros, cometendo homens com homens a torpeza, e recebendo em seus corpos a paga devida ao seu desvario. Como não se preocupassem em adquirir o conhecimento de Deus, Deus entregou-os aos sentimentos depravados, e daí o seu procedimento indigno”. (Rm 1, 26-28).

"Há alguns que se sentem diferentemente sobre isso", disse ele, acrescentando que os textos bíblicos podem ser interpretados de forma diferente, dependendo da "tradução que você usa", bem como do "contexto cultural" no qual a passagem foi escrita. 

Perguntado se a Igreja deveria mudar seus ensinamentos sobre os atos homossexuais serem "desordenados objetivamente" e a atração do mesmo sexo sendo "intrinsecamente desordenada", o Pe. Lundrigan respondeu: "Eu não acho que [mudar isso] é necessariamente uma coisa ruim".

n/d

"Há muitas coisas que as pessoas estão questionando na Igreja. Eu acho que é uma coisa maravilhosa ter um diálogo ", acrescentou. 

Pe. Lundrigan disse que a "declaração ou redação" do ensino católico sobre o casamento como sendo entre um homem e uma mulher é uma "verdade" pequena "que pode ser" aberta a interpretação ".

"Não é assim que foi um ensinamento que se estabeleceu no tempo de Cristo, ou nos três primeiros séculos, ou pelo Concílio de Nicea, ou mesmo pelo Concílio de Trento. Nunca foi considerado. Foi somente nos últimos séculos - houve ações tomadas, houve coisas que foram ditas -, mas não houve ensino oficial escrito sobre essas questões de sexualidade ", disse ele. 

Pe. Lundrigan disse que se o Espírito Santo dirige a Igreja sob o papa Francisco, visa mudar o ensino sobre a homossexualidade, então "seria errado lutar contra ela".

Esta não é a primeira vez que o Pe. Lundrigan fez declarações sobre casamento e sexualidade que não se alinham com o que a Igreja ensina.

No início deste mês, o Cardeal Robert Sarah, Prefeito da Congregação do Vaticano para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, escreveu em um prefácio a um livro sobre a compreensão cristã da homossexualidade: "[A Igreja ensina] ... coisas no Catecismo sobre a homossexualidade que alguns membros do clero escolhem não citar, incluindo o aviso claro: sob nenhuma circunstância podem ser aprovados atos homossexuais" (CCC 2357) ", escreveu ele. 

"O respeito e a sensibilidade a que o Catecismo nos chama com razão, não nos dão permissão para privar homens e mulheres que vivenciam a atração do mesmo sexo, da Verdade do Evangelho. Omitir as palvras" de Cristo e sua Igreja, não é caridade", acrescentou.

O ex-homossexual David Prosen escreveu este mês, que um sacerdote católico poderia ter relações sexuais com um homem, desde que o desejo se baseasse no amor, deixando-o sentir-se "magoado e abandonado pelos pastores da Igreja". A mensagem em conflito com o que ele sabia ser o ensino moral católico e dificultou-o para "ficar em uma Igreja" depois que ele redescobriu Jesus Cristo e desistiu de seu estilo de vida homossexual.

Fonte: www.lifesitenews.com  (artigo traduzido)

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

Diz na Sagrada Escritura: (ou será que Padres, Bispos e Cardeais, já não consideram mais as Palavras contidas neste Livro Sagrado?)

"Não te deitarás com um homem, como se fosse mulher (ou mulher com mulher): isso é uma abominação". (Levítico, 18, 22)

"Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos". (I Coríntios 6, 9)

"Por minha vida - oráculo do Senhor Javé , não me comprazo com a morte do pecador, mas antes com a sua conversão, de modo que tenha a vida. Convertei-vos! Afastai-vos do mau caminho que seguis; por que haveis de perecer, ó casa de Israel". (Ezequiel 33, 11)

Agora, padres, bispos e cardeais, seguindo o "Quem sou eu para julgar os homossexuais", dito por Francisco, resolveram aplicar este "grande erro" dentro da Santa Igreja Católica, pensando que o PAI ETERNO, Justo Juiz, não abomina este vergonhoso e rebelde procedimento.

"Ele lhes disse: Vós pretendeis passar por justos perante os homens, mas Deus conhece-vos os corações: porque o que para os homens é estimável, é abominável perante Deus". (São Lucas 16,15)

n/d

n/d

"Mas Jesus, voltando-se para ele, disse-lhe: Afasta-te, Satanás! Tu és para mim um escândalo; teus pensamentos não são de Deus, mas dos homens!" (Mateus 16, 23)

"Desse modo, serão julgados e condenados todos os que não deram crédito à verdade, mas consentiram no mal." (II Tessalonicenses 2, 12)

"Dizei somente: Sim, se é sim; não, se é não. Tudo o que passa além disto vem do Maligno". (São Mateus 5, 37)

Declarou São Pedro Damião:

“Em verdade, este vício [do homossexualismo] não pode jamais ser comparado com nenhum outro, pois ultrapassa a enormidade de todos os vícios. Ele corrompe tudo, mancha tudo, polui tudo. Por sua própria natureza, não deixa nada puro, nada limpo, nada que não seja imundície. A carne miserável arde com o calor da luxúria; a mente fria treme com o rancor da suspeita; e no coração do homem miserável o caos ferve como Tártaro [infernos]. De fato, depois que essa serpente venenosa introduz suas presas na infeliz alma, o senso é retirado, a memória se desgarra, a clareza da mente é obscurecida. Ele não se lembra mais de Deus, e até se esquece de si mesmo. Essa praga solapa os fundamentos da fé, enfraquece a força da esperança, destrói o laço da caridade; afasta a justiça, subverte a fortaleza, expulsa a temperança, entorpece a perspicácia da prudência”.

"A reunião dos pecadores é como um amontoado de estopas: seu fim será a fogueira. O caminho dos pecadores é calçado de pedras unidas, mas ele conduz à região dos mortos, às trevas e aos suplícios". (Eclesiástico 21, 10-11)

"Da mesma forma Sodoma, Gomorra e as cidades circunvizinhas, que praticaram as mesmas impurezas e se entregaram a vícios contra a natureza, jazem lá como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno". (São Judas 1, 7)

"Como Deus nos julgou dignos de nos confiar o Evangelho, falamos, não para agradar aos homens, e sim a Deus, que sonda os nossos corações". (I Tessalonicenses 2, 4)

 

Veja também...

Padre nomeado por Francisco para Escritório de comunicações do Vaticano, declara: Os católicos podem ter uma surpresa quando eles chegarem ao Céu para serem saudados por homens e mulheres homossexuais. Alguns dos Santos são provavelmente gays

Diocese dos EUA: Francisco guiou nosso trabalho, para permitir que estudantes transgênero e filhos de casais homossexuais, sejam admitidos nas escolas católicas

A Nova Igreja modernista, que agrada aos homens e não mais a Deus: Arcebispo de Newark (EUA), Cardeal Joseph Tobin, abençoa peregrinação gay, e convida os fiéis a associarem-se às famílias lésbicas, gays e transexuais nesta peregrinação

A anti-Igreja que prega um anti-Evangelho: Católicos americanos tem percebido um crescente aumento da aceitação do homossexualismo dentro das paróquias. Eclesiásticos querem reconhecer o homossexualismo como modo de vida válido dentro da Igreja?

Acredite se quiser: Paróquia americana organiza festa de dança gay para a caridade LGBT. O dinheiro arrecadado será usado para financiar as atividades de duas organizações homossexuais

Sacerdote pronuncia-se contra a controvertida política escolar transgênero de Diocese americana, que contradiz o ensino da Igreja, e dá credibilidade indevida aos que vivem em situações objetivamente pecaminosas ou desordenadas

Bispo Robert McElroy: A nova teologia de Francisco não exige uma mudança de vida (ou seja: viver sempre no pecado)

Em tempos que mesmo o Papa e Cardeais exaltam os gays, é bom lembrar que a Bíblia condena o homossexualismo. O ato homossexual é um dos pecados graves que clamam aos céus por vingança de Deus

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne