Conferência Episcopal dos EUA recusa responder sobre o acesso dos casais homossexuais à Sagrada Comunhão


03.07.2017 -

n/d

Durante uma conferência de imprensa dada pela Conferência de Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), na cidade de Indianápolis, Claire Chretien, do LifeSiteNews, colocou uma questão sobre a possibilidade de pessoas envolvidas em relacionamentos homossexuais poderem aceder à Sagrada Comunhão. Perante a questão colocada (tão simples de responder como remeter para os números 2357, 2358, 2359 e 2396 do Catecismo), D. Christopher Coyne, bispo da diocese de Burlington e chefe do Comité para as Comunicações da USCCB, visivelmente incomodado, terá dado instruções imediatas à diretora do departamento de relações públicas da USCCB para boicotar a questão da jornalista, não permitindo ao painel dar qualquer resposta.

A pertinência da questão prende-se com alguns escândalos registados recentemente nos EUA, relacionados com interpretações radicais da controversa exortação apostólica Amoris Laetitia, entre estes destacam-se os “misericordiosos” avanços do bispo D. Robert McElroy na diocese de San Diego e as posições exóticas publicamente assumidas por alguns dos novos cardeais americanos nomeados pelo Santo Padre, nomeadamente, D. Joseph Tobin, D. Kevin Farrell e D. Blase Cupich.

Neste momento crítico em que a mentira teima em sobrepor-se à Verdade revelada, a atitude de D. Christopher Coyne, em substância, é equivalente à de todos os outros membros da Igreja Católica, desde bispos, padres e fiéis, que fazem de conta que não veem o que está a acontecer.

O Bispo Christopher Coyne recusa questão sobre a Amoris Letitia. Visivelmente incomodado, deu instruções imediatas à diretora do departamento de relações públicas da USCCB para boicotar a questão da jornalista, não permitindo dar qualquer resposta.

Fonte: odogmadafe.wordpress.com

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por que a Conferência Episcopal dos EUA recusa responder sobre o acesso dos casais homossexuais à Sagrada Comunhão?

Nos artigos abaixo a resposta...

Padre nomeado por Francisco para Escritório de comunicações do Vaticano, declara: Os católicos podem ter uma surpresa quando eles chegarem ao Céu para serem saudados por homens e mulheres homossexuais. Alguns dos Santos são provavelmente gays

A Nova Igreja modernista, que agrada aos homens e não mais a Deus: Arcebispo de Newark (EUA), Cardeal Joseph Tobin, abençoa peregrinação gay, e convida os fiéis a associarem-se às famílias lésbicas, gays e transexuais nesta peregrinação

Acredite se quiser: Paróquia americana organiza festa de dança gay para a caridade LGBT. O dinheiro arrecadado será usado para financiar as atividades de duas organizações homossexuais

A anti-Igreja que prega um anti-Evangelho: Católicos americanos tem percebido um crescente aumento da aceitação do homossexualismo dentro das paróquias. Eclesiásticos querem reconhecer o homossexualismo como modo de vida válido dentro da Igreja?

Sacerdote pronuncia-se contra a controvertida política escolar transgênero de Diocese americana, que contradiz o ensino da Igreja, e dá credibilidade indevida aos que vivem em situações objetivamente pecaminosas ou desordenadas

Arquidiocese canadense promove evento pró-homossexual: Perguntado se o evento teria lugar para o ensino cristão contra a homossexualidade, como encontrado na Carta de São Paulo (Rm 1, 26-28), dizem que não é uma clara condenação da homossexualidade

Bispo Robert McElroy: A nova teologia de Francisco não exige uma mudança de vida (ou seja: viver sempre no pecado)

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne