Artigo do Padre José do Vale: O Bispo e o Lucro


15.02.2009 - O excelente livro Bispo S/A, A Igreja Universal do Reino de Deus e o exercício do poder, de Odêmio Antonio Ferrari, editora Ave-Maria.

Em entrevista, o autor diz que:
“A Igreja Universal, incentivando sua clientela na aposta financeira com Deus, em menos de duas décadas chegou à prosperidade e tornou-se espelho para o surgimento de novas igrejas no perfil neopentecostal, como: Igreja Internacional da Graça de Deus, fundada pelo missionário ‘R.R. Soares’, cunhado do Edir Macedo e também fundador da IURD. E outras: Renascer em Cristo, Sara Nossa Terra, Internacional do Pode de Deus...”
O autor explica muito bem o crescimento da seita neopentecostal Universal do Reino de Deus:
“Dentro de uma sociedade em mudança cultural e econômica, reflexo da globalização mundial, as igrejas tradicionais não mais respondiam aos anseios das massas. Existem multidões vivendo na carência material e espiritual, abertas às novas propostas de experiências religiosas e promessas de sentido ao viver em crise. A IURD encontrou o espaço e montou estratégias de inculturação da Teologia da Prosperidade, condenando as crenças tradicionais da religiosidade popular católica, afro e indígena. Deu uma nova mensagem aos símbolos e ritos dessas crenças presentes no imaginário da população”.
Ao mesmo tempo, a Igreja Universal buscou elementos nas novas mensagens e ritualidades dos Novos Movimentos Religiosos e técnicas extracristãs, como: a Nova Era e suas crenças nas forças da natureza, a psicologia do pensamento positivo, as terapias orientais, o marketing e a propaganda do mercado neoliberal, a comunicação de massas midiática. Sem escrúpulos, houve a formação de amplo sincretismo, junto à formação técnica no manejo de uma ritualidade permeada de símbolos e de forte treinamento na retórica, exigência de resultados e seleções de seus pastores/bispos”.
O autor informa de maneira magistral como o público acredita no engano da pregação iurdiana:
“Pela pregação da prosperidade com insistência na possível realização dos desejos de que tudo dará, mediante o dinheiro oferecido à igreja, pelo despertar da pessoa à auto-estima, à conquista de poder que levará a realização dos sonhos e desejos de merecer as coisas do mundo e não mais sofrer carências.
Assim, a pessoa em crise que aplicou o dinheiro, sente-se no poder de cobrar de Deus o retorno. E, como Deus conta com o esforço da pessoa, a positividade mental anima na conquista daquilo que ficou na promessa de Deus ajudar, devido ter recebido adiantado. Portanto, “cliente de fé” paga a Deus, a IURD recebe e o individuo vai embora com o dever, o desafio de lutar para melhorar de vida.
Dando certo, Deus fez o milagre através da igreja. Dando errado, a culpa é do individuo que contribuiu pouco no financeiro e foi “fraco na fé” e na luta contra o mal. Nesse manejo da fé e dinheiro, a multidão de indivíduos paga para crer e lutar, a igreja lucra e surpreende em patrimônio e poder”. (1).

DANDO ULTIMATO

A revista protestante Ultimato na sua edição de Nº 309, diz: “Edir Macedo é um gênio, muito mais como empresário do que como bispo”. Para falar a verdade nua e crua ele parece se encaixar perfeitamente bem entre aqueles que “embora preservem as formas da religiosidade, renegam seus efeitos” (2 Tm 3.5, BP).
“Fábio Zanini do sucursal de Brasília da Folha de São Paulo explica que, “fundada no Rio em 1977, a Universal tornou-se um conglomerado que mescla religião, mídia e política” (FSP, 23/09/07, A4). Talvez se deva acrescentar a essa tríade, um quarto elemento: religião, mídia, política e negócios. É um argumento a mais a favor da denuncia de que Edir Macedo é mesmo um daqueles homens ávidos pelo lucro e também obcecado pelo orgulho que conseguem manter aparências de piedade religiosa, negando a sua força interior”. (2 Tm 3.5, EP) (2).

APOLOGIA DE MACEDO

Edir Macedo defende seu esquema religioso, empresarial e a derrota da oposição, diz ele: “Hoje, a Igreja Universal do Reino de Deus, por estar em quase 200 países, e também devido à sua agressividade nos meios de comunicação, é vista por muitos como um fenômeno”.
Quantos estão divididos entre dois pensamentos? No canal da fé da Universal, ouvem que se Deus é rico, ela tem que ser rica também. No outro canal a fé para se conformar com a situação e até agradecer a Deus. No canal da Universal a pessoa tem que sacrificar para conquistar. No outro canal, ensina-se que não é preciso sacrificar, porque Jesus sacrificou por nós.
Quem é por nós define sua fé guerreira, e será vitorioso como nós. Mas quem não é, por favor, saia do nosso caminho porque nós vamos passar como rolo compressor (3).


“O rei Baltazar deu um grande banquete a seus altos dignitários, que eram em números de mil, e diante desses mil pôs-se a beber vinho. Eles bebiam vinho e entoavam louvores aos deuses de ouro e de prata, de bronze e de ferro, de madeira e de pedra. De repente, apareceram dedos de mão humana que se puseram a escrever, por detrás dos lampadários sobre o estuque de parede do palácio real, e o rei viu a palma da mão que escrevia”.
Manda comparecer Daniel e ele te dará a conhecer a interpretação. Assim foi Daniel introduzido à presença do rei. Disse o rei a Daniel: “Ouvi, porém, dizer que tu és capaz de dar interpretações e de desfazer os nós”.
Daniel dar a interpretação ao rei: “A inscrição, assim traçada, é a seguinte: “Mene, Tecel, Parsin. E esta é a interpretação da coisa: Mane-Deus mediu o teu reino e deu-lhe fim; Tecel – tu foste pesado na balança e foste julgado deficiente; Parsin – teu reino foi dividido e entregue aos medos e aos persas”. Na mesma noite, o rei Baltazar foi assassinado (Dn 5.1-30).
Tem a imagem de Edir Macedo similar a esse acontecimento?
“O homem apegado ao dinheiro é como o bicho da seda, que se encerra cada dia mais na própria sepultura”.
Provérbio Árabe.

Hoje como nunca, temos vistos muitos pregadores do Evangelho que têm pregado para sua própria condenação (Cf. Mt 7, 21-23; Fl 1, 28; 3, 17-19).

Pe. Inácio José do Vale
Pároco da Paróquia São Paulo Apóstolo
Professor de História da Igreja
Faculdade de Teologia de Volta Redonda
Email: pe.inaciojose.osbm@hotmail.com

Nota: Peça o Livro. Televendas: 0800 7730 456.

Referências
(1) Entrevista no encarte da revista Ave-Maria, dezembro de 2007.
(2) Ultimato, novembro-dezembro de 2007, pp.60 e 61.
(3) Folha Universal, 25/11/2007, p.2.
 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
https://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne