Nossa Senhora de Fátima e a conversão dos muçulmanos


13.08.2009 - Maria e os Muçulmanos

pelo Bispo Fulton J. Sheen

Há 374 milhões de muçulmanos no mundo. Estes seguidores de Maomé acreditam em Deus, mas não acreditam em Cristo como o Filho de Deus. Para eles, Nosso Senhor foi apenas um profeta anunciando Maomé, como nós cremos que Isaías foi apenas um profeta anunciando Nosso Senhor. Para um muçulmano, tornar-se cristão é como um cristão tornar-se judeu. Por esta razão, a conversão dos muçulmanos é muito lenta e extremamente difícil.

Nós temos uma teoria sobre a conversão deles, é a de que as Revelações de Nossa Senhora em Fátima prenuncia a conversão dos muçulmanos. Eis a evidência.

1) Os muçulmanos têm uma grande devoção à Bem-aventurada Mãe. Assim o Corão, que é a Bíblia dos muçulmanos, a expressa: “Ó Maria, Vós fostes escolhida, purificada e eleita sobre todas as mulheres do mundo”. Eles creem tanto em sua Imaculada Conceição quanto no Nascimento Virginal. Ela é a verdadeira Senhora SAYYIDH do Paraíso. As mulheres iranianas gostam de ter uma imagem dela em suas casas.

2) Maomé teve uma filha, Fátima, a quem ele amava intensamente. Antes de sua morte, Maomé escreveu-lhe estas linhas: “Tu serás a mais abençoada senhora SAYYIDH de todas as mulheres no Paraíso, depois de Maria”.

Eu acredito que a Bem-aventurada Virgem escolheu ser conhecida como Nossa Senhora de Fátima como penhor e sinal de esperança para o povo muçulmano, e como uma garantia de que eles, que lhe mostram tanto respeito, aceitarão um dia seu Divino Filho. Isto explica porque ela escolheu a vila de Fátima.

Uma evidência que sustenta esta visão é o fato histórico que os muçulmanos ocuparam Portugal por séculos. Quando eles finalmente foram expulsos, o último chefe na localidade onde a aparição de Nossa Senhora aconteceu tinha uma bela filha com o nome de Fátima. Um rapaz católico enamorou-se dela, e ela não apenas ficou para trás quando os muçulmanos partiram como também abraçou a Fé e tornou-se católica.

Seu jovem marido mudou o nome da cidade, onde ele casou-se com esta última senhora muçulmana em Portugal, para Fátima. Portanto, o lugar onde Nossa Senhora de Fátima apareceu em 1917 tem uma conexão histórica com Fátima, a filha de Maomé.

Uma última evidência da relação de Fátima com os muçulmanos é a recepção entusiástica que os muçulmanos, na África, Índia e alhures, deram à imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima. Muçulmanos assistiram cerimônias religiosas em honra de Nossa Senhora de Fátima; eles permitiram procissões religiosas e até mesmo orações na frente de mesquitas. Em Moçambique, os muçulmanos (que têm sido “in-conversíveis”) começaram a se tornar cristãos assim que a Imagem de Nossa Senhora de Fátima foi erigida.

Missionários no futuro verão mais e mais que seu apostolado entre os muçulmanos será bem sucedido na medida em que eles lhes dão Nossa Senhora de Fátima.

Maria é o advento de Cristo. Ela trouxe Cristo ao povo antes que Cristo nascesse, assim como levou o Cristo não-nascido a Isabel.

Possam nossos missionários nos países muçulmanos mais e mais enxergar que se eles aumentam a devoção muçulmana a Maria, ela os conduzirá ao seu Divino Filho. Nós não podemos levar-lhes a Cristo, mas ela pode. A Jesus por Maria... esta é a chave que pode abrir os olhos dos muçulmanos para a plenitude da revelação de Deus em quem eles já acreditam.

XAVERIAN MISSIONS
dos Padres Missionários Xaverianos
Vol. 1, No. 2
Maio, 1952

Fonte: Orbis Catholicus

Tradução: OBLATVS


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne