No Domingo passado em todas as Igrejas Católicas do Mundo foi lido um fantástico manifesto que destrói o Bergoglismo todo. Foi nas leituras da Missa. Foi a Palavra de Deus, a Palavra do Senhor. São leituras litúrgicas da Sagrada Escritura


14.02.2017 -

n/d

Por Antonio Socci

Não sabemos. Talvez o papa Bergoglio investigará a diligente Gendarmerie Vaticana: quem sabe, no final, não se possa culpar o odiado Cardeal Burke.

O fato é que em todas as igrejas católicas, no último domingo, foi lido um manifesto que destrói o bergoglismo (ou seja, a "novidade" deste pontificado muito aclamado pelos secularistas da mídia). E todas as palavras faladas no "manifesto" - assegura a Igreja - são "Palavra de Deus" e "Palavra do Senhor." Por que são leituras litúrgicas da Sagrada Escritura.

(Em negrito considerações, em itálico comentários)

A primeira leitura: (Eclesiástico 15, 16-22)

"Se quiseres guardar os mandamentos, e praticar sempre fielmente o que é agradável (a Deus), eles te guardarão. Ele pôs diante de ti a água e o fogo: estende a mão para aquilo que desejares. A vida e a morte, o bem e o mal estão diante do homem; o que ele escolher, isso lhe será dado, porque é grande a sabedoria de Deus. Forte e poderoso, ele vê sem cessar todos os homens. Os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, e ele conhece todo o comportamento dos homens. Ele não deu ordem a ninguém para fazer o mal, e a ninguém deu licença para pecar; pois não deseja uma multidão de filhos infiéis e inúteis".

(porque é grande a sabedoria de Deus. Forte e poderoso, ele vê sem cessar todos os homens. Os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, e ele conhece todo o comportamento dos homens. Ele não deu ordem a ninguém para fazer o mal, e a ninguém deu licença para pecar)

Esta é a demolição da Amoris laetitia inteira.

Do Evangelho (Mateus 5, 17-37)

"Naquele tempo, Jesus disse aos discípulos: «Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim para abolir, mas para cumprir. Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo aconteça. Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar os outros, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus. Eu vos digo: Se vossa justiça não for maior que a dos escribas e dos fariseus, não entrareis no Reino dos Céus".

Esta passagem destrói toda a intermediação de Bergoglio contra a lei e contra os Mandamentos (pois - ele disse recentemente - "não lhe dão a alegria, porque não lhe tornam livre").

»Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar deverá responder no tribunal’. Ora, eu vos digo: todo aquele que tratar seu irmão com raiva deverá responder no tribunal; quem disser ao seu irmão ‘imbecil’ deverá responder perante o sinédrio; quem chamar seu irmão de ‘louco’ poderá ser condenado ao fogo do inferno. Portanto,quando estiveres levando a tua oferenda ao altar e ali te lembrares que teu irmão tem algo contra ti, deixa a tua oferenda diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão. Só então, vai apresentar a tua oferenda. Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto ele caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. Em verdade, te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo".

(Todo aquele que tratar seu irmão com raiva deverá responder no tribunal; quem disser ao seu irmão ‘imbecil’ deverá responder perante o sinédrio; quem chamar seu irmão de ‘louco’ poderá ser condenado ao fogo do inferno.)

Aqui você pode ler um repertório (embora incompleto) de adjetivos papais dirigidos aos irmãos na fé. Todos podem ter uma idéia. AQUI (http://www.marcotosatti.com/2017/02/10/di-manifesti-di-papi-di-risate-e-di-insulti-pontifici-per-sdrammatizzare/

-Velhas comadres -Instigadores da coprofagia -especialistas de Logos - neo pelagianos -restauracionistas -cristãos ideológicos -Sr. e Sra choraminguentos -triunfalistas -cristãos inflexíveis -gnósticos modernos -cristãos líquidos -cristãos superficiais - Múmias de museu -príncipe renascentista -bispo de aeroporto - leproso cortesão - ideólogo -autoritários -eliticistas -Cristãos com cara de conserva - Infantis, com medo de dançar, gritar, com medo de tudo -Pessimistas querelante e desiludidos -Leproso cortesão -cristãos fechados, tristes, presos, que não são cristãos livres -cristãos pagãos -Pequenos monstros -cristãos derrotados -Repetidores do Credo papagalesco (imitando papagaio) -Batedores da Inquisição -Ideólogos do Resumo -Fundamentalistas -sacerdotes gordurosos e idólatras -Adoradores do Deus Narciso -Sacerdotes vaidosos e borboletas -Sacerdotes vendedores de pneus -Sacerdotes magnatas -Religiosos cujo coração é amargo como o vinagre - Fechados na fria formalidade de uma oração fantasiosa -Estéril em seu formalismo -Pessoas idosas e nostálgicas de estruturas e usos que não dão mais vida ao mundo de hoje -maníacos de moda jovem -cristãos de pastelaria - cristãos anestesiados - Fracos como podridão -de coração enegrecido -Cristãos inimigos da cruz de Cristo -Cavaleiros moralistas -Contemplativo distante.

»Ouvistes que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. Ora, eu vos digo: todo aquele que olhar para uma mulher com o desejo de possuí-la, já cometeu adultério com ela em seu coração. Se teu olho direito te leva à queda, arranca-o e joga para longe de ti! De fato, é melhor perderes um de teus membros do que todo o corpo ser lançado ao inferno. Se a tua mão direita te leva à queda, corta-a e joga-a para longe de ti! De fato, é melhor perderes um de teus membros do que todo o corpo ir para o inferno. “Foi dito também: ‘Quem despedir sua mulher dê-lhe um atestado de divórcio’. Ora, eu vos digo: todo aquele que despedir sua mulher —fora o caso de união ilícita— faz com que ela se torne adúltera; e quem se casa com a mulher que foi despedida comete adultério».

“Foi dito também: ‘Quem despedir sua mulher dê-lhe um atestado de divórcio’. Ora, eu vos digo: todo aquele que despedir sua mulher —fora o caso de união ilícita— faz com que ela se torne adúltera; e quem se casa com a mulher que foi despedida comete adultério".

À luz da Amoris  laetitia (e a todo Magistério do Papa Bergoglio) Jesus –  proferiu estas palavras – devem ser contados entre os "rígido" (na verdade super rígido), entre "fundamentalista", "entre os rigoristas", ou seja entre aqueles que – como os quatro cardeais – dos quais Bergoglio lamenta o tempo todo.

»Ouvistes também que foi dito aos antigos: ‘Não jurarás falso’, mas ‘cumprirás os teus juramentos feitos ao Senhor’. Ora, eu vos digo: não jureis de modo algum, nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o apoio dos seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do Grande Rei. Também não jures pela tua cabeça, porque não podes tornar branco ou preto um só fio de cabelo. Seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não. O que passa disso vem do Maligno.

“Seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não. O que passa disso vem do Maligno.”

E com estas palavras nosso Senhor varre toda escuridão da ambígua Amoris laetitia  e prende especialmente a recusa do Papa Bergoglio para responder claramente à "Dubia" dos quatro cardeais. Sabemos que as questões canônicas de "Dubia" a Santa Sé deve ser respondida (em cada caso) com um "sim" ou "não": Assim, a recusa em responder pelo papa Bergoglio é apenas uma rejeição da lógica do "sim sim, não, não ", ou seja, a lógica do Evangelho de Jesus Cristo.

Pessoalmente me junto aqueles que continuam a rezar por Bergoglio, para que o senhor o ilumine, fazendo-lhe reverter o curso e reparar os danos colossais e a imensa confusão que se está produzindo na igreja.

 Editado por Antonio Socci (Jornalista Católico)

Fonte: www.antoniosocci.com  via  www.sinaisdoreino.com.br

 

Veja também...

Cardeal Raymond Burke: o Papa não pode ensinar coisas que nos encorajam a fazer algo diferente do que a Igreja sempre ensinou e praticou. O depósito da fé nos dada pela Igreja. Nós não vamos trair ou abandonar seguindo as tendências populares

Os erros de Amoris Laetitia: Quando os membros da Igreja abraçam o espírito do mundo, e quando especialmente a hierarquia traem sua missão de pregar o Evangelho da Verdade e da Salvação

Carta dos Quatro Cardeais é apenas a salva de tiros inicial daquilo que promete ser uma guerra civil dentro da comunidade eclesiástica, uma guerra entre o ensino de todos os Papas e o ensino de Francisco, que quer inverter o ensino da Igreja

Por que o lamento, a Igreja está dividida? Por que não podemos simplesmente deixar de lado nossas diferenças? Porque duas coisas opostas não podem logicamente ser ambas verdadeiras

Papa Francisco: Divisão, caos e autodemolição. A gravidade da situação de divisão no seio da Igreja, provocada por Francisco, deixando muitos católicos caminhando no escuro

A seita Bergogliana: Uma Igreja que se parece Católica por fora, mas prega um credo oposto a Cristo não pode ser a Igreja Católica. Por a toda parte os católicos se lamentam, Bergoglio está a destruindo a Igreja

As Homilias do Papa Francisco, cheias de Eisegeses, interpretações pessoais da Bíblia, por vezes perigosas

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne