Catedral de Buenos Aires é atacada por feministas no Dia da Mulher. As ativistas com os rostos cobertos, jogaram pedras e objetos cortantes na fachada do templo e acenderam uma fogueira


10.03.2017 -

A catedral de Buenos Aires se tornou o cenário de atos de violência perpetrados por manifestantes feministas na noite de ontem (08/03). Uma manifestação pelo Dia Internacional da Mulher acabou em confronto quando ativistas com os rostos cobertos jogaram pedras e objetos cortantes na fachada do templo e acenderam uma fogueira diante da tela de proteção montada para evitar danos ao edifício.

n/d

Um jovem católico que se aproximou da fogueira ostentando uma bandeira do Vaticano foi hostilizado por algumas manifestantes. Ele permaneceu no centro de empurrões e agressões até que outras ativistas procuraram fazê-lo se afastar do local para não ser atacado

Sob gritos de “Iglesia, basura, vos sos la dictadura” (“Igreja, lixo, vocês são a ditadura”), manifestantes também picharam a tela de proteção com frase como “aborto legal”. Equipes de jornalismo – de veículos como Todo Noticias, Canal 26 e C5N – que cobriam os protestos também foram agredidos, sob o pretexto de que os meios de comunicação estariam a favor da Igreja.

A polícia, que estava entre a tela de proteção e a igreja, interveio com bombas de gás lacrimogênio e realizou algumas detenções, além de ter apagado o fogo.

Não é a primeira vez que a arquidiocese de Buenos Aires, que já foi governada pelo hoje papa Francisco, torna-se palco de confrontos no Dia Internacional da Mulher. Tumultos envolvendo católicos e feministas radicais e o movimento LGBT tem se tornado frequentes. Fonte: www.semprefamilia.com.br

===========================

Nota de www.rainhamaria.com.br

O vídeo mostra um jovem católico, que portava uma bandeira do Vaticano, sendo agredido por ativistas feministas que picharam as paredes da Catedral de Buenos Aires.

 

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

O jovem do video acima tenta defender a Catedral, das feministas radicais, que picharam "Aborto Legal", na porta do templo, interessante observar que este heróico jovem católico, talvez não saiba, que a bandeira do Vaticano que leva a mão, e igualmente tenta defender com coragem, é um simbolo que não mais defende "a vida desde a concepção", pois o papa Francisco neste ponto, parece estar ao lado das feministas, nesta questão do "Aborto".

Muitos vão dizer: "Ah, sr. Kutscher, que mentira sua pessoa diz, Francisco jamais iria apoiar o aborto"

É mesmo?? Então, acesse o link abaixo...

Lembrando: Papa Francisco elogia ex-ministra italiana pró-aborto, uma mulher que disse publicamente ter participado de mais de Dez Mil abortos

 

 

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne