O mundo está sob ataque de Satanás, esta batalha está ocorrendo na própria Igreja, e a devastação é muito evidente. Homens católicos, não hesitem em entrar na batalha que se trava em torno de vocês, a batalha que está ferindo nossas famílias


29.03.2017 -

Se papai acredita seriamente em Deus, então a mensagem para seus filhos é que Deus deve ser levado a sério. Isso confirma o papel essencial do pai como líder espiritual, o que eu chamaria de a verdadeira paternidade.

n/d

Padre Simon Henry – Offerimus Tibi Domine | Tradução: Sensus Fidei

Isso não é novo, mas só me deparei agora e achei que vale a pena compartilhar. Sei que alguns sacerdotes têm iniciado grupos especificamente destinados para que os homens explorem a sua fé e desenvolvam algum tipo de espiritualidade no mundo moderno — e na Igreja moderna

Lembrei-me do tempo em que passei na VI Forma e na Capelania da escola, onde o meu melhor acesso aos alunos e formas para discutir assuntos de fé muitas vezes dava-se através da acolhida em departamentos bem afastados do Departamento de Educação Religiosa. Por exemplo, o Chefe dos Esportes passou a ser um católico comprometido e praticante (e “não” é raramente um dado em nossas escolas “Católicas” hoje). Ele raramente falava diretamente sobre sua fé, mas ele tinha regras rígidas sobre coisas como não falar palavrões e equidade nos campos de jogos e sendo visto dando boas-vindas ao Capelão encorajou os alunos a me receber também.

A tranquila certeza e manifestação da Fé no curso normal do trabalho ou da escola é muito rara hoje — particularmente entre os homens, eu acho. É precisamente aqui que o Concílio Vaticano II fala da vocação e missão dos leigos lá fora, no mundo. Um paradoxo estranho que desde então, todas essas organizações de homens leigos engajados com o mundo parecem estar se debatendo — o SVP … YCW … solidariedade dos homens e dias de caminhada, etc.

Lembro-me, também, de que é possível dirigir uma escola católica com uma equipe católica, onde à Fé é dada a honra de um lugar que a torna uma parte comum e esperada da vida cotidiana — em um lugar como o Chavagnes International College.

Isto de Roman Catholic Man.

Em uma exortação apostólica poderosamente redigida, o bispo Thomas Olmsted de Phoenix, no Arizona, pediu aos homens que “não hesitem em se envolver na batalha que se enfurece ao seu redor”.

Em uma exortação de 23 páginas, intitulada “Into the Breach”, o Bispo Olmsted desafia os homens a se unirem em um combate “principalmente espiritual” contra forças que estão “matando progressivamente o ethos cristão restante em nossa sociedade e cultura e até mesmo em nossos próprios lares.”

“Homens católicos, não hesitem em entrar na batalha que se trava em torno de vocês, a batalha que está ferindo nossas crianças e famílias, a batalha que está distorcendo a dignidade de homens e mulheres. Esta batalha seguiu e se mantém oculta, mas ela é muito real. Esta batalha é principalmente espiritual, mas está matando o que resta do caráter cristão de nossa sociedade e cultura, e até mesmo em nossos próprios lares”.

n/d

O mundo está sob ataque de Satanás, conforme Nosso Senhor disse que seria (1 Pedro 5: 8-14). Esta batalha está ocorrendo na própria Igreja, e a devastação é muito evidente. Desde o ano 2000, 14 milhões de católicos deixaram a fé, a educação religiosa paroquial das crianças caiu 24%, a escolaridade católica diminuiu em 19%, o batismo infantil caiu 28%, o batismo adulto caiu 31% e os casamentos sacramentais católicos caíram 41%. Esta é uma brecha séria, um buraco enorme nas linhas de batalha de Cristo…

Uma das principais razões por que a igreja está vacilando sob os ataques de Satanás é que muitos homens católicos não estão dispostos a “permanecer firmes na brecha” — preenchendo esse espaço aberto e vulnerável a ataques. Um terço deixou a fé e muitos dos que ainda são “católicos” praticam a fé com timidez e um compromisso mínimo de transmitir a fé aos seus filhos. Novas pesquisas revelam que grandes números de jovens homens católicos estão deixando a fé para se tornar “Nenhum”, homens que não têm afiliação religiosa. As crescentes perdas de homens católicos jovens terão um impacto devastador sobre a Igreja nos EUA nas décadas seguintes, na medida que homens velhos morrem e os homens jovens não permaneçam nem se casem na Igreja, acelerando assim as perdas que já ocorreram.

Estes dados são devastadores; porque a medida que nossos pais, irmãos, tios, filhos e amigos se afastam da igreja, caem mais profundamente no pecado, o qual rompe nossos laços com Deus e torna os homens vulneráveis ao fogo do inferno. Embora saibamos que Cristo acolhe todo pecador arrependido, acontece que enormes quantidades de homens católicos estão fracassando no cumprimento das promessas que fizeram no batismo de seus filhos no sentido de conduzi-los a Cristo e criá-los na fé da Igreja.

n/d

Esta crise se faz evidente no desânimo e na desconexão de homens católicos como vocês e eu; na verdade, é precisamente por isso que considero necessária esta exortação, e até mesmo a razão da minha esperança. Porque Deus sempre supera o mal com o bem; a alegria do Evangelho é mais forte do que a tristeza trazida pelo pecado. Uma cultura de descarte não pode resistir a luz e a vida nova que constantemente Cristo irradia. Por isso, eu os chamo para que abram suas mentes e corações a Ele, o Salvador que os fortalece para permanecer firmes na brecha! [Nota de Sensus Fidei: Cf. Firmes na Brecha — Uma Chamada para a Batalha ]

ESTUDO CONFIRMA NECESSIDADE DE OS PAIS TOMAR SUA FÉ SERIAMENTE

Um bastante abrangente e importante estudo conduzido pelo governo suíço em 1994 e publicado em 2000 revelou alguns fatos surpreendentes com relação à transmissão geracional da fé e dos valores religiosos. Em suma, o estudo revela: “É a prática religiosa do pai da família que, acima de tudo, determina o futuro atendimento ou ausência da igreja por parte das crianças”.

O estudo relata:

1 — Se ambos, pai e mãe, comparecerem regularmente, 33 por cento dos filhos acabarão sendo frequentadores regulares da igreja, e 41 por cento acabarão frequentando irregularmente. Apenas um quarto dos seus filhos acabarão por não praticar nada.

2 — Se o pai é irregular e a mãe regular, apenas 3% das crianças se tornarão posteriormente regulares, enquanto outros 59% se tornarão irregulares. Trinta e oito por cento estarão perdidos.

3 — Se o pai não é não praticante e a mãe regular, apenas 2 por cento das crianças se tornarão frequentadores regulares, e 37 por cento irão participar irregularmente. Mais de 60% de seus filhos estarão completamente perdidos para a igreja!

O que acontece se o pai é regular, mas a mãe irregular ou não praticante? Surpreendentemente, a percentagem de crianças que se tornam regulares aumenta de 33 por cento para 38 por cento com a mãe irregular e até 44 por cento com os não praticantes. Isso sugere que a lealdade ao compromisso do pai cresce em resposta à frouxidão da mãe ou indiferença em relação à religião.

Em suma, se um pai não vai à igreja — não importa quão fiéis sejam as devoções de sua esposa — apenas uma criança em 50 irá se tornar um frequentador regular. Se um pai vai regularmente, independentemente da prática da mãe, entre dois terços e três quartos de seus filhos se tornarão frequentadores de igrejas (regulares e irregulares). Uma das razões sugeridas para esta distinção é que as crianças tendem a tirar suas sugestões sobre a vida doméstica da mãe, enquanto suas concepções do mundo exterior vêm de papai. Se papai acredita seriamente em Deus, então a mensagem para seus filhos é que Deus deve ser levado a sério.

Isso confirma o papel essencial do pai como líder espiritual, o que eu chamaria de a verdadeira paternidade. Os pais devem amar suas esposas como Cristo ama a igreja, modelando o amor do Pai em sua relação terrena mais importante. Os pais devem cuidar de seus filhos como nosso Pai no céu cuida de nós e, finalmente, os pais desempenham um papel primordial em ensinar seus filhos a verdade sobre a realidade. É o pai que deve instruir seus filhos em sua compreensão do mundo sob o prisma de uma visão de mundo cristã consciente e informada. É o pai o essencial para conduzir seus filhos adiante com uma visão bíblica da realidade e uma fé em Jesus Cristo que está enraizada numa sólida compreensão.

É hora de os pais retomarem a masculinidade honrosa e reconsiderarem suas prioridades e realinhá-las com os mandamentos, decretos e leis de Deus, ensinando essas coisas aos seus filhos “tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás, seja sentado em tua casa, seja andando pelo caminho, ao te deitares e ao te levantares.” (Deuteronômio, 6,7).

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura:

"Ensina à criança o caminho que ela deve seguir; mesmo quando envelhecer, dele não se há de afastar". (Provérbios 22, 6)

n/d

 

Veja também...

Desarmamento espiritual não é ideia de Deus: Há uma guerra espiritual assolando ao redor de todos. Dons sobrenaturais são armas espirituais. Sem eles, até cristãos são presas fáceis de forças demoníacas e seus ataques

Lembrando o Monsenhor Charles Pope: Basta de catolicismo confortável. A Igreja deve se preparar para a perseguição. Estamos em guerra por nossas próprias almas e as almas das pessoas que amamos

O grande objetivo do Anticristo, é que os fiéis vivam em pecado mortal, comunguem em pecado mortal, que os eclesiásticos colaborem nisso. O homem já não obedecerá a Deus

A Grande Desordem que contemplamos, conseqüência natural da Grande Revolução que o inimigo do homem declarou contra o Filho do Homem nos tempos modernos, tem por força impulsionadora a desobediência

Padre Vincent Lampert, exorcista e pároco na Arquidiocese de Indianápolis, nos Estados Unidos: Atividade demoníaca está aumentando

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne