Quando havia um Padre Pio, que liderou almas de fiéis, intelectuais, sacerdotes, bispos e dava a certeza de ver Cristo vivo nele: E hoje, a quem olhamos? A quem vamos? Quem ainda somos nós?


10.03.2018 - Nota de www.rainhamaria.com.br

Diz na Sagrada Escritura:

"Porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será" (São Mateus 24, 21).

n/d

=====================================

NÃO É ESTA A HORA DE JESUS?

Lembram-se, amigos, quando à cabeça da Igreja havia um papa como o Venerável Pio XII? Ou um Padre Pio que nos trazia a certeza de ver Cristo vivo nele? Hoje, não há mais nada. A quem olhamos? A quem vamos? Não seria este o momento perfeito para a hora de Jesus?

Uma Babel como a atual no mundo e na Igreja nunca tinha sido vista antes. Autoridades da Igreja que se calam diante de legisladores que legalizam até aquilo que os antigos se envergonhavam; que propõem instituir “diaconisas”; os melhores católicos muitas vezes “amordaçados”; muitos anticlericais e sem Deus sendo apresentados como modelos… e outras amenidades.

Sacerdotes e Bispos que reduziram sua pregação pouco menos do que a educação cívica; o Credo católico e a Moral abalados por um documento que se chama Amoris laetitia, mas isso deve ser chamado de “Amoris malitia”. Tudo isso e mais ainda deixa as pessoas ainda honestas e amigas da Verdade sem palavras, aterrorizadas, alucinadas.

Sabemos que há reuniões de padres que competem para ver quem diz mais bobagens. Diante de todos, o vazio das igrejas e dos seminários, causado por pelo menos três gerações, abandonadas sem verdadeira catequese. Culpa-se a secularização, o declínio dos nascimentos, como se os homens da Igreja não tivessem a culpa quando, durante mais de 50 anos, mudaram a religião e hoje temos um pastor que não sabe mais quem ele é. As pessoas, que acreditam ou não acreditam, dizem uma só coisa: “Não há nada, tudo foi demolido, não há certezas ou pontos de referência. Não há guias, não há chefes: não há diretrizes de marcha, em uma palavra, não há mais nada”.

Infelizmente, é verdade, absolutamente verdade. Lembram-se, amigos, quando na cabeça da Igreja havia um papa como o Venerável Pio XII, “o Cristo” verdadeiramente convertido em “romano”; e em uma cidade perdida do Gárgano, São Giovanni Rotondo, um pobre frade chamado Padre Pio, liderou almas de fiéis humildes, intelectuais, sacerdotes, bispos e dava a certeza de ver Cristo vivo nele? Então não faltavam guias, nem mesmo entre os Bispos.

n/d

Hoje não há mais nada.  A quem olhamos? A quem vamos? Quem ainda somos nós? Em que abismo devemos cair!

Mas uma coisa é certa: esta hora da história pode ser uma hora maravilhosa para Cristo, o Rei dos reis, o único Rei! Mas é necessário que alguém se levante — um homem ou vários homens da Igreja, um leigo ou um grupo de leigos verdadeiramente católicos — mas não para “dialogar” com este ou aquele em busca de quem sabe o que, mas com riqueza de fé e de amor nEle, sem medo de ir contra a corrente ou de parecer superado, levantar-se — de verdade — para proclamar que somente Jesus Cristo é o Guia e a Cabeça verdadeira, somente Ele é o Salvador e o único Rei da humanidade, que apenas Nele pode renascer a verdadeira civilização, e somente Ele é a resposta definitiva e adequada a todos os problemas!

n/d

Supliquemos com o Rosário prostrados diante da Virgem, mas, a partir de hoje, comecemos a ser nós mesmos! O mundo e a Igreja esperam a Jesus Cristo e a um santo, um apóstolo — tão pequeno — que o anuncie e que faça com que Ele seja visto! Sim, este é o tempo de Jesus!

n/d

Na esperança de que alguém desperte da embriaguez dos “valores” humanos colocados no lugar de Jesus Cristo, o que podemos fazer para proteger nossa santa Fé Católica em sua integridade? Uma coisa simples, possível para todos: colocar sobre a própria mesa, sobre a mesa de cabeceira, o Evangelho de Jesus (com as notas do tempo do Venerável Pio XII, por exemplo, do padre Alberto Vaccari ou do abade Ricciotti) e o Catecismo de São Pio X, se possível, o comentado pelo padre Dragone e lê-los, meditá-los, rezar e rezar, e SEGUIR SOMENTE A ELES, que resumem a Palavra de Deus e a Tradição da Igreja. Basta isto para proteger a fé, porque de outras novidades nada queremos saber.

Original em SÍ SÍ NO NO – Adelante la Fe  via  catolicosribeiraopreto.com

===========================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

Nesses últimos 50 anos, a demolição foi gradual, "eles", os católicos modernistas, que seguem as modas e novidades do mundo, e os eclesiásticos mascarados, "Lobos em pele de cordeiro", foram minando e implodindo gradativamente os alicerces da autêntica fé católica, sem deixar muitos vestígios, graças às grandes doses de hipocrisia e da falsa humildade, que têm se utilizado.

São Paulo, o grande Apóstolo, falando aos bispos e clero em Êfeso, Atos 20, 28-30, “Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastorear a Igreja de Deus, que ele adquiriu com o seu próprio sangue. Sei que depois da minha partida se introduzirão entre vós lobos cruéis, que não pouparão o rebanho”.

O Papa São Pio X, em sua Carta Encíclica, Pascendi Dominici Gregis, de 8 de setembro de 1907, na qual ele condenou a heresia do modernismo, escreveu que os hereges “não estavam apenas dentre os inimigos declarados da Igreja; mas, o que é mais assustador e deplorável é que eles estavam em seu próprio seio.” Ele chama esses modernistas de “os mais perniciosos de todos os adversários da Igreja”. Salienta que eles buscam destruir a Igreja a partir de dentro e escreve que esse perigo “está presente quase nas próprias veias e coração da Igreja.”

Estes "falsos católicos", "católicos de ocasião"...

E os eclesiásticos (do fim dos tempos) que servem ao mundo e suas modas/novidades, que pregam um "anti-evangelho".

ESTES VERDADEIROS LOBOS CRUÉIS EM PELE DE CORDEIRO...

"Sei que depois da minha partida se introduzirão entre vós lobos cruéis, que não pouparão o rebanho". (Atos dos Apóstolos 20, 29)

- acabaram com a verdadeira Santa Missa, a missa Tridentina, que elevou aos altares centenas de sacerdotes; e quantos por sua atuação pós-conciliar foram no mínimo beatificados até agora?
- suprimiram as batinas e os hábitos santos;
- banalizaram a sagrada Eucaristia com a comunhão na mão e em pé;
- profanaram esse Santíssimo Sacramento com a instituição de “ministros extraordinários da Eucaristia” que se tornaram ordinários;
- aboliram o uso da patena, fazendo com que os fragmentos da sagrada eucaristia (Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor) caíssem ao chão e fossem pisoteados por seus filhos;
- eliminaram os presbitérios, abarrotando de leigos e leigas os altares;
- fizeram os sacerdotes darem as costas para o Salvador e Redentor da humanidade;
- arrancaram o Trono (Sacrários) com o REI do centro (posição principal) da Sua Casa (igrejas);
- ignoram lúcifer e os demônios, afirmando que eles nunca existiram...(com essa atitude invalidam as santas palavras de JESUS no Evangelho, que afirma claramente a existência deles; também a grande maioria dos bispos, em todo o mundo, não nomeia mais sacerdotes exorcistas em suas dioceses, como seria seu dever; e por quê? Não acreditam!)
- muitos “fecharam” o inferno, dizendo que ele não existe;
- perseguiram as imagens de Nossa Senhora e dos Santos para agradar os adversários da Santa Igreja;
- desaconselharam a oração do Santo Rosário e do terço para não contrariar os cismáticos protestantes e evangélicos;
- inventaram um falso ecumenismo, misturando o sagrado com o demoníaco, mais as modas e novidades do mundo.
- reúnem-se para “orar” com crenças que acreditam ser o mesmo "deus" (Buda, Maomé, etc).

- E, um "papa", com sua apóstata declaração, nos passa uma mensagem direta, que não devemos mais julgar o gravíssimo pecado do homossexualismo, condenado pela Sagrada Escritura, e que desafia o DEUS Altíssimo.

- Agora, querem abolir a palavra PECADO, se fosse possível, da própria condenação da SAGRADA ESCRITURA. Agora, os casais podem casar, divorciar e recasar, dando qualquer desculpa aceitável!!

- Até o assassinato de inocentes, através do aborto, agora pode ser perdoado sem restrições, chegando ao ponto de elogiarem e concederem homenagens à políticos e celebridades a favor do aborto.

- Todos que seguem qualquer seita ou religião, agora estão igualmente no "Caminho de Deus", ninguém necessita mais se converter a Única Igreja de Cristo passada a Seu Apóstolo São Pedro. Tudo em nome deste "falso ecumenismo", uma armadilha diabólica para levar as almas para o inferno.

Após todas essas ações apóstatas, profanadoras e hereges, eles de maneira orgulhosa e hipócrita vêm a público afirmar que os católicos conservadores que defendem a tradição da Igreja estão errados!?

"Vós, pois, caríssimos, advertidos de antemão, tomai cuidado para que não caiais da vossa firmeza, levados pelo erro destes homens ímpios". (II São Pedro 3, 17)

Oremos e vigiemos para não cairmos no canto das sereias dominadas por satanás, que buscam sepultar o autêntico catolicismo, com sua doutrina, dogmas e tradição herdados dos apóstolos, mártires, santos doutores e santos papas da Igreja de CRISTO. 

Tenho certeza que a profecia do grande Papa São Pio XII se cumpre...

“Preocupo-me com as mensagens da Virgem Santíssima à pequena Lúcia de Fátima. A insistência de Maria acerca dos perigos que ameaçam a Igreja é uma advertência divina contra o suicídio de se alterar a fé, em sua liturgia, em sua teologia e em sua alma… Ouço a minha volta inovadores que desejam desmantelar a Capela Sagrada, destruir a chama universal da Igreja, rejeitar seus ornamentos e fazê-la sentir remorso por sua história passada…Dia virá em que o mundo civilizado negará seu Deus, em que a Igreja duvidará como o fez Pedro. Ela será tentada a acreditar que o homem se tornou Deus. Em nossas igrejas, cristãos procurarão em vão pela luz vermelha de onde Deus os espera. Como Maria Madalena, em prantos no sepulcro vazio, eles perguntarão: ‘Aonde eles O levaram?"

Declarou o Arcebispo Marcel Lefebvre...

"Como poderíamos nós, por obediência servil e cega, fazer o jogo desses cismáticos que nos pedem colaboração para seus empreendimentos de destruição da Igreja? Eis porque estamos prontos e submissos para aceitar tudo o que for conforme à nossa fé católica, tal como foi ensinada durante dois mil anos mas recusamos tudo o que lhe é contrário. Já ouvimos a objeção: Então cabe a nós julgarmos a fé católica? Ora, eu acredito sinceramente que estamos tratando com uma falsificação da Igreja, e não com a Igreja católica. Por quê? Porque eles não ensinam mais a fé católica. Não defendem mais a fé católica. Eles arrastam a Igreja para algo diferente da Igreja Católica.

n/d

A verdade e o erro não estão em pé de igualdade. Isso seria colocar Deus e o diabo em pé de igualdade, visto que o diabo é o pai da mentira, o pai do erro.

n/d

Se acontecesse do papa não fosse mais o servo da verdade, ele não seria mais papa. Não poderíamos seguir alguém que nos arrastasse ao erro. Isto é evidente. Não sou eu quem julga o Santo Padre, é a Tradição. Para que o Papa represente a Igreja e seja dela a imagem, é preciso que esteja unido a ela tanto no espaço como no tempo já que a Igreja é uma Tradição viva na sua essência.

n/d

n/d

Na medida em que o Papa se afastar dessa Tradição estará se tornando cismático, terá rompido com a Igreja. Eis porque estamos prontos e submissos para aceitar tudo o que for conforme à nossa fé católica, tal como foi ensinada durante dois mil anos mas recusamos tudo o que lhe é contrário. 

n/d

E é por isso que não estamos no cisma, somos os continuadores da Igreja católica. São aqueles que fazem as novidades que estão no cisma.  Estou com vinte séculos de Igreja, e estou com todos os Santos do Céu!”

Declarou o Papa São Félix III: "Não se opor a um erro é aprová-lo. Não defender a verdade é suprimi-la".

 

Veja também...

A Esposa do Cordeiro sob forte ataque interno. A apostasia, que tomou conta do clero, dos religiosos e dos leigos, em sua imensa maioria

Cardeais contra cardeais, e bispos contra bispos: O Aviso de Nossa Senhora de Akita (Japão) está sendo cumprido em todo o mundo. A hierarquia católica está cada vez mais dividida e afastada dos ensinamentos morais da Igreja

Arcebispo Fulton Sheen sobre o Apocalipse e o Anticristo

Depois de 160 anos da retumbante manifestação de Nossa Senhora em Lourdes, o mundo se agita em espantosa intranquilidade, porque abandonou o exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo, de sua Santíssima Mãe e de seus Santos

Lembrando que o cenário mundial perfeito para o aparecimento do anticristo está quase pronto. Homens inspirados pelo demônio, usam da palavra misericórdia para tornar o pecado, uma coisa comum e aceitável, até mesmo dentro da Igreja

Bispo Bernard Fellay: Deus não muda. A fé não muda. Os mandamentos não mudam. Seja fiel ao que a Igreja sempre ensinou em seus catecismos e você terá a certeza de estar no lado certo dessa luta por Deus e Sua Glória

Bispo Athanasius Schneider: A respeito dos católicos, que dizem estar tudo bem, apesar da situação desastrosa da Igreja, no Julgamento de Deus, será perguntado: Por que você não levantou sua voz para defender a Verdade?

Lembrando o Padre Rodrigo Maria: As Ovelhas de Deus têm se perdido. Muitíssimas almas tem ido para o inferno. (porque os sacerdotes não tem coragem de falar a Verdade)

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne