A Fumaça de Satanás na Igreja: Os Bispos da Irlanda usam os ensinamentos de Francisco para promover casais homossexuais, como novo conceito de família no Encontro Mundial de Famílias de 2018


18.10.2017 - Nota de www.rainhamaria.com.br

Dez meses antes de morrer, o Papa Paulo VI denunciou: “A fumaça de Satanás, (por alguma fenda) entrou na Igreja e se expande cada vez mais até o vértice" (alto clero).

n/d

"Se um futuro Papa ensinar algo contrário à Fé Católica, não o sigam" - Papa Pio IX, Carta ao Bispo Brizen, citado em "In His Name", E. Christopher Reyes, 2010)

==========================================

Dublin, Irlanda, 17 de outubro de 2017 ( LifeSiteNews ) - Os bispos católicos na Irlanda estão usando os ensinamentos do Papa Francisco sobre o casamento e a família para promover os casais homossexuais como uma nova forma de "família" no próximo Encontro Mundial das Famílias. 

n/d

É descrito no site oficial como um grande evento internacional que "reúne famílias de todo o mundo para celebrar, orar e refletir sobre a importância central do casamento e a família como a pedra angular de nossas vidas, da sociedade e da Igreja ".

O evento se concentrará na controvertida Exortação de 2016 do Papa Francisco Amoris Laetitia (Alegria do Amor), destacando o tema "O Evangelho da Família: Alegria para o Mundo". O Papa Francis deverá participar do evento. 

Desde o lançamento de Amoris Laetitia em abril de 2016, mais de mil acadêmicos e clérigos católicos (cardeais, bispos e sacerdotes) expressaram sua preocupação com a aparente incompatibilidade da exortação com o ensino moral católico. O filósofo católico Dr. Josef Seifert demonstrou como o ensino do papa poderia ser usado para revogar o ensino católico contra o sexo e a homossexualidade anticoncepcionais. 

No mês passado, dezenas de clérigos católicos e estudiosos leigos de todo o mundo emitiram uma Correção Filial para o Papa Francisco por "propagar heresia". Afirmaram que o Papa Francisco apoiou posições heréticas sobre o casamento, a vida moral e a Eucaristia que estão causando um hospedeiro de "heresias e outros erros" para se espalhar por toda a Igreja Católica. 

n/d

Um programa para preparar as famílias para o próximo Encontro Mundial das Famílias já foi lançado sob a supervisão do arcebispo Diarmuid Martin de Dublin.

O programa de seis partes intitulado: "Amoris: vamos falar família! Vamos ser a família!" Contém promoção explícita das relações homossexuais como uma forma de família, dizendo que essas relações proporcionam" apoio mútuo para os homossexuais ativos. 

Página 24 do documento, sob a seção "A Visão Cristã para a Família", contém uma imagem de duas lésbicas em uma ponte que se apega intimamente uma à outra. 

A foto mostra uma jovem em um top sem mangas sendo abraçada por outra jovem que está atrás dela. Tatuado em uma das mãos da mulher é uma bandeira atraente "gay-pride" do arco-íris.  

n/d

O texto imediatamente acima da foto lê: "Enquanto a Igreja defende o ideal do casamento como um compromisso permanente entre um homem e uma mulher, existem outros sindicatos que proporcionam apoio mútuo ao casal. O Papa Francisco nos encoraja a nunca excluir, mas a acompanhar estes casais também, com amor, cuidado e apoio ".

Getty Images tem a foto completa das duas mulheres abraçando. As tags usadas para a foto incluem "lésbicas", "casal homossexual" e "direitos dos homossexuais". 

n/d

LifeSiteNews chegou ao arcebispo Martin, que supervisiona o Encontro Mundial das Famílias, e perguntou se a imagem e o texto homossexuais foram inseridos no programa por engano. Nenhuma resposta foi dada. 

A promoção da homossexualidade no Encontro Mundial das Famílias pelos bispos irlandeses parece ser deliberada.

Na sexta-feira, 13 de outubro, o bispo Brendan Leahy, de Limerick, disse que os casais homossexuais devem ser bem-vindos no Encontro Mundial das Famílias.

Leahy, falando aos repórteres depois que sua diocese lançou o programa de preparação pró-homossexual, disse que seria uma oportunidade perdida se a Igreja não abraçasse a "família" em toda sua variedade.

"Estamos vivendo tempos alternativos e a família também está mudando", acrescentou.

A Igreja Católica, no entanto, ensina que Deus criou os seres humanos como "homens e mulheres" e se entregou no casamento para que eles pudessem "aumentar e multiplicar". 

(Como lemos no Livro do Gênesis: “Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher. Deus os abençoou: Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a” Gen 1, 27-28)

A atração sexual, bem como o ato sexual, no matrimônio, entre um homem e uma mulher, que foram criados especificamente por Deus para fins de procriação. A Igreja Católica permanece fiel ao plano criativo original de Deus, quando declara de forma autoritária e por todos os tempos que os atos homossexuais são "atos de depravação grave" e "intrinsecamente desordenados", uma vez que são "contrários à lei natural".

"Eles não procedem de uma verdadeira complementaridade afectiva e sexual. Sob nenhuma circunstância podem ser aprovados", afirma o Catecismo da Igreja Católica. 

n/d

O cardeal Carlo Caffarra, em uma de suas últimas apresentações antes de morrer, chamou a homossexualidade de uma obra de Satanás que "nega inteiramente a verdade do casamento", como vem da "mente de Deus Criador". Ele disse que Satanás está tentando usar a homossexualidade como um atril para destruir um dos principais "pilares da criação", nomeadamente o casamento. 

n/d

A Igreja também está sendo consistente quando ensina que a atração sexual por alguém do mesmo sexo é "desordenada objetivamente", uma vez que Deus criou atração sexual para existir entre um homem e uma mulher por causa da procriação.

Seguindo Santo Agostinho, a Igreja afirma que os cristãos devem sempre "amar" o pecador, mas "odiar" o pecado.

Anthony Murphy, fundador e editor do jornal Catholic Voice e fundador do Instituto Lumen Fidei, disse que a homossexualidade é "anti-familiar" e não tem lugar em uma reunião católica de famílias. 

"Os atos homossexuais são pecadores ou não? Nossa fé católica nos ensina que eles são. Eles estão entre os atos mais anti-familiares de todos. Então, o que são os nossos líderes católicos que promovem a homossexualidade no programa que deveria ajudar as famílias a se preparar para o Encontro Mundial das Famílias?", Disse ele à LifeSiteNews.

Murphy disse que, enquanto o programa dá um aceno ao comportamento homossexual, ele falha inteiramente no ensino moral católico sobre castidade, contracepção e aborto.

"Dar aprovação implícita à homossexualidade, que a Igreja sempre ensinou a ser um dos quatro pecados que clamam ao céu pela vingança".

O cardeal Caffarra disse aos participantes em uma conferência familiar em Roma, em maio passado, que a aprovação da homossexualidade que vem de todos os lugares mostra que a "batalha final" entre Deus e Satanás chegou.

Caffarra, um dos cardeais da Dubia, descreveu como a Irmã Lucia, uma vez escreveu para ele, depois que ele pediu orações, enquanto fundava o Instituto João Paulo II para casamento e família. Ela lhe disse que a batalha final entre Deus e Satanás será sobre o casamento e a família.

"O que a Irmã Lúcia disse naqueles dias está sendo cumprida nos nossos dias", disse Caffarra naquela época.

O último Encontro Mundial de Famílias ocorreu em 2015 na Filadélfia e contou com a presença do Papa Francisco. O prefeito de Filadélfia usou uma plataforma que lhe foi dada no evento diante de dezenas de milhares de peregrinos católicos para promover os "direitos" dos homossexuais. 

***

Os leitores que desejam fazer respeitosamente suas preocupações aos organizadores do Encontro Mundial de Famílias de 2018 podem fazê-lo por e-mail: info@worldmeeting2018.ie ou, em alternativa, entre em contato com o Arcebispo de Dublin: 

Rev. Diarmuid Martin, Casa do Arcebispo, Drumcondra, Dublin 9. 
Tel: 01837 3732 
Secretário do Arcebispo Sr. Joseph Merrick 
Email: joseph@abhouse.org1

Fonte: www.lifesitenews.com  (artigo traduzido)

============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

Só me resta repetir o seguinte:

A nova "misericórdia", que estes "lobos em pele de cordeiro" criaram,  declara apenas que Deus os ama, não importa que caminho sigam, não importa que continuem pecando e permaneçam em seus pecados, pois, todos se salvam. Deus é Amor, esqueçam o Deus Justiça, Justo Juiz. Não havendo um Deus que condena, não existe mais condenação ou castigo, logo, não existe mais inferno, é uma anti-igreja pregando um anti-Evangelho.

"Não digas: A misericórdia do Senhor é grande, ele terá piedade da multidão dos meus pecados, pois piedade e cólera são nele igualmente rápidas, e o seu furor visa aos pecadores". (Eclesiástico 5, 6-7)

"Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos". (I Coríntios 6, 9)

Na imagem abaixo, o Cardeal Bagnasco, posa para foto...

Depois de ter dado a Eucaristia para os homossexuais presentes na Missa.

n/d

Diz na Sagrada Escritura: (ou será que Padres, Bispos e Cardeais, já não consideram mais as Palavras contidas neste Livro Sagrado?) "Não te deitarás com um homem, como se fosse mulher (ou mulher com mulher): isso é uma abominação". (Levítico, 18, 22)

n/d

Disse São João Crisóstomo: “Nunca Deus é tão ofendido como e quando os que O ultrajam estão revestidos da dignidade sacerdotal".

Disse o zeloso Arcebispo francês Marcel Lefebvre: "Ora, eu acredito sinceramente que estamos tratando com uma falsificação da Igreja, e não com a Igreja católica. Por quê? Porque eles não ensinam mais a fé católica. Não defendem mais a fé católica. Eles arrastam a Igreja para algo diferente da Igreja Católica. Como poderíamos nós, por obediência servil e cega, fazer o jogo desses cismáticos que nos pedem colaboração para seus empreendimentos de destruição da Igreja?"

Diz na Sagrada Escritura:

"É a ruína que está chegando. Procurar-se-á salvação, sem que se possa encontrá-la. Sobrevirão desastres sobre desastres, má nova sobre má nova. Pedir-se-ão oráculos ao profeta, faltará a lei para o sacerdote, e o conselho para os anciãos".  (Ezequiel 7, 25-26)

"A terra está cheia de adultérios e está em luto esta terra maldita. As pastagens do deserto ressecaram e os homens correm para o mal. É a iniqüidade que lhes dá forças". (Jeremias 23, 10)

"Mas os homens perversos e impostores irão de mal a pior, sedutores e seduzidos. Tu, porém, permanece firme naquilo que aprendeste e creste. Sabes de quem aprendeste. E desde a infância conheces as Sagradas Escrituras e sabes que elas têm o condão de te proporcionar a sabedoria que conduz à salvação, pela fé em Jesus Cristo. Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra". ( II Timóteo, 3, 13-17)

 

Veja também...

Num livro-entrevista, o papa Bergoglio reduz o adultério e a fornicação a pecados menores”, anuncia uma “batalha contra a moral sexual via Amoris Laetitia, tolera uniões civis para homossexuais e diz que o estado secular é uma coisa saudável

Bispo Robert McElroy: A nova teologia de Francisco não exige uma mudança de vida (ou seja: viver sempre no pecado)

A exortação de Francisco, Amoris Laetitia, é uma bomba atômica marcante, visando destruir completamente todo o ensino moral católico

Discurso de Francisco no Vaticano: A Igreja deve aderir à revolução cultural, deve fazer a sua parte e reconhecer honestamente atrasos e erros, por uma renovada cultura da identidade e diferença

Duas escolas católicas jesuítas na Austrália, apoiam claramente o casamento gay, citando o ensinamento de Francisco, sobre o amor, a misericórdia e não julgar (os homossexuais)

Padre Martin, consultor do Vaticano nomeado por Francisco, contrariou publicamente o ensino católico sobre homossexualidade, dizendo que Deus criou pessoas LGBT (gay) assim como são

A Nova Igreja modernista, que agrada aos homens e não mais a Deus: Arcebispo de Newark (EUA), Cardeal Joseph Tobin, abençoa peregrinação gay, e convida os fiéis a associarem-se às famílias lésbicas, gays e transexuais nesta peregrinação

Arquidiocese canadense promove evento pró-homossexual: Perguntado se o evento teria lugar para o ensino cristão contra a homossexualidade, como encontrado na Carta de São Paulo (Rm 1, 26-28), dizem que não é uma clara condenação da homossexualidade

62 pesquisadores e estudiosos católicos de vinte países, afirmam que Francisco apoiou posições heréticas sobre o casamento, a vida moral e a Eucaristia que estão causando uma série de heresias e outros erros espalhados por toda a Igreja

O ataque final à Criação: O fim da dualidade homem/mulher (a última barreira para Satã destruir a humanidade)

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
https://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne