Quando a Maçonaria decide ajudar o Papa. Grão Mestre da Grande Loja Maçônica declara com alegria: Com Papa Francisco, nada será como antes


24.11.2015 -

n/d

“Francisco está sereno.” Claro, Nuzzi o está ajudando 

Por Maurizio Blondet, Chiesa e post concilio –  05 de novembro de 2015 | Tradução: Gercione Lima – FratresInUnum.com

Dando por descontadas as figuras desprezíveis, os maus costumes e as ações repugnantes por parte de alguns prelados envolvidos nos últimos escândalos do Vaticano, tudo nos leva a farejar uma meta bem precisa. Basta apenas pôr em relevo a cronologia, a sequência de eventos provocados, e uma vasta e bem coordenada operação reflete uma estratégia ampla e harmoniosa envolvendo muitas mãos.

Fase 1 – São anunciados não um, mas dois livros sobre os escândalos do Vaticano, escritos de forma independente por dois autores que dizem não se conhecer um ao outro, e lançados simultaneamente por duas editoras.

Fase 2 – Em seguida, são anunciadas as clamorosas prisões feitas pela gendarmeria pontifícia de dois personagens conhecidos como “os corvos”, os quais teriam vazado informações “confidenciais” aos dois jornalistas, autores de dois livros a serem lançados em breve. Vazamento de documentos confidenciais que é “fruto de uma traição grave à confiança depositada por parte do Papa”.

O caso, sem precedentes na modernidade, de dois personagens lançados nas masmorras do Vaticano (a bonitona Chaouqui e “um prelado do Opus Dei”, arregalam os olhos dos jornais), e, naturalmente, geram uma grande publicidade para os dois livros, que ainda não foram lançados [ndt: quando da redação deste artigo], mas que todos agora aguardam espasmodicamente. No mundo inteiro, editores já firmaram contratos de publicação e traduções em 15 países.

A Sala de Imprensa bergogliana emite então um estranhíssimo comunicado, como se já soubesse de antemão o conteúdo dos livros e o aprovasse, deplorando apenas o “modo” utilizado para se obter as informações.

“Publicações deste tipo não contribuem de forma alguma para estabelecer a clareza e a verdade, mas sim para criar confusão e interpretações parciais e tendenciosas. É necessário absolutamente evitar o equívoco de pensar que esta é uma maneira de ajudar a missão do papa”. Por que, talvez, alguém poderia suspeitar que toda a manobra foi feita para “ajudar” a missão do Papa? E qual missão?

Fase 3 – Os dois livros continuam não disponíveis [ndt: como dito, no momento da redação deste artigo]; ninguém ainda os leu, mas a mídia já recebeu antecipações suculentas e fazem entrevistas com seus autores. “Riqueza, desperdícios e jogos de poder – atrizes e viagens de ouro, alfaiates e assinaturas de canais pornográficos; despesas-fantasmas de milhões que foram roubados das ofertas das Missas”, são apenas alguns dos títulos.

Fase 4 – O frenesi da mídia ao explicar com unanimidade: este novo Vatileaks é um outro complô de “conservadores” que impedem o Papa  de “fazer as reformas.” Os corruptos, ladrões de ofertas das Missas e do hospital do Menino Jesus, os proprietários de coberturas de 700 metros quadrados, são os mesmos que “não querem a renovação”, a “limpeza nas finanças do Vaticano”, são os estelionatários que usam o IOR para lavagem de dinheiro… e assim por diante. Mas, absolutamente, não é verdade – muitos dos envolvidos foram nomeados pelo próprio Bergoglio para os cargos dos quais tiraram proveito, os modernistas, os carreiristas e puxa-sacos. Mas, a mensagem que deve ser passada é essa: vejam… a Igreja “velha” é corrupta, as hierarquias “conservadoras” são ricas e escandalosas, os cardeais são nojentos e imundos. São exatamente aqueles que se opõem ao “novo”… Apenas o Papa é limpo, honesto e inovador, verdadeiramente santo… E essa é exatamente a mensagem que Bergoglio e sua junta sul-americana fizeram de tudo pra passar desde o início.

“A mídia italiana vive em uma verdadeira bolha de papolatria”, escreve Socci, com razão: “Bergoglio é visto como o bem absoluto e quem não concorda com ele é retratado como um conspirador sinistro ou um emissário do mal”.

Fase 5 – O escândalo não deixa indignado e nem entristece muito Sua Santidade. “Francisco é calmo e sabe o que fazer… Ele prossegue sem incertezas no caminho da sua boa administração”.

Fase 6 – Nuzzi, um dos autores dos dois livros simultâneos, ao falar na conferência de imprensa de lançamento do seu volume, repete a palavra de ordem combinada: “Eu acho que este Papa está levando avante as reformas e encontra uma série de dificuldades” . É a tese que se deve passar. As “reformas”, as “reformas”: a comunhão para divorciados, o casamento gay, a Igreja pobre pelos pobres, todo o repertório. Se tivesse sido Bergoglio a sugerir a estratégia, não poderia fazer melhor a seu favor. Nuzzi, na conferência de imprensa, também disse outra coisa, do nada: que ele não teve nenhum contato com o Papa. E por que ele deveria ter tido algum contato com o Papa? Quem pensaria nisso? E então ele acrescenta: “Se eu tivesse tido, certamente não iria torná-lo público, porque se converteria em outra forma de instrumentalização”. E se, talvez, Nuzzi tenha mesmo se encontrado com o Papa? E se tudo isso fosse, de fato, um belo complô arquitetado a favor de Francisco? Graças a estes “escândalos”, (muitos dos quais antigos e já conhecidos, outros nem tanto, como o dinheiro que corre para as causas de beatificação) o partido sul-americano poderá proceder com novos expurgos na cúria romana.

Se isso soa conspiração absurda, lembre-se que este papado tem a confiança da Maçonaria. Bergoglio foi eleito em 13 de março de 2013. No mesmo dia, algumas horas mais tarde, um comunicado oficial do Grande Oriente foi emitido. Nele, o Grão-Mestre Gustavo Raffi previa com incontida alegria: “Com Papa Francisco, nada será como antes.”

n/d

Pergunta ingênua que não quer calar: como é que Raffi sabia disso de antemão? Antes de todos? E por que ele cumprimentou o Papa com uma declaração oficial em papel timbrado do Grande Oriente, portanto, não uma missiva pessoal, mas da Fraternidade Universal? Antecipando ainda mais as razões de propaganda e motivos ideológicos que o argentino iria colocar no centro da sua ação: “o jesuíta que está muito próximo da história recente tem a grande oportunidade de mostrar ao mundo o rosto de uma Igreja que precisa  recuperar o “anúncio de um nova humanidade (note a terminologia construída). Bergoglio conhece a vida real e recordará a lição de um dos seus teólogos de referência, Romano Guardini, para o qual não se pode separar a verdade do amor”.

n/d

“A cruz simples que ele usa sobre as vestes brancas – disse o grão-mestre do Palazzo Giustiniani – nos dá a esperança que uma Igreja do povo reencontre a capacidade de dialogar com todas as pessoas de boa vontade e com a Maçonaria, que, como ensina a experiência da América Latina, trabalha para o bem e o progresso da humanidade, tendo como referências Bolivar, Allende e José Martí, para citar alguns”.

Alguns dos personagens secularíssimos que arquitetaram o novo escândalo do Vaticano têm ares e palavras de maçons. Quando a Maçonaria decide que é hora de “ajudar o Papa”, pode muito bem organizar o concerto papolátrico tão evidente na mídia. Depois, se esse tambor semear desgosto, náuseas e consternação entre os fiéis, melhor ainda.

Maurizio Blondet, 05 de novembro de 2015

=============================

Nota de www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

LEMBRANDO NOVAMENTE O SEGUINTE...

A verdade está escancarada para qualquer católico "inteligente" ver...

A fumaça de Satanás, a maçonaria eclesiástica dominou o Vaticano.

Dez meses antes de morrer, o Papa Paulo VI denunciou: “... A Fumaça de Satanás entrou na Igreja Católica e se expande cada vez mais até o vértice” (13/10/77)

"Ah. sr. Kutscher, que bobagem, não existe a tal maçonaria eclesiástica infiltrada dentro do Vaticano".

É MESMO...

Então, observem a imagem abaixo...

Exemplos de sinal de saudação maçônica,  apertos de mão entre maçons.

n/d

Número de apertos de mão maçônicos retiradas de publicações maçônicas oficiais e de outras fontes objetivas. Além da Maçonaria, existem dezenas de sociedades secretas Illuminati e muitos têm seus próprios punhos originais e sinais.

Agora, vamos comparar o seguinte...

Tarcisio Bertone é um cardeal italiano que foi secretário de Estado do Vaticano, entre 15 de setembro de 2006 e 15 de outubro de 2013.

Durante suas viagens saudava com um "aperto de mão" maçom os governantes.

n/d

VAMOS VER EM DETALHES PARA NÃO RESTAR DÚVIDAS

n/d

Vamos lembrar o seguinte...

Os maçons fizeram tentativas similares de infiltração na Igreja Católica e elevar os seus homens aos níveis mais elevados. A sociedade secreta luciferiana, os carbonários, conhecida como a Alta Vendita, publicou uma série de Instruções Permanentes, ou Código de Regras, que apareceram em Itália em 1818. Nesta era dito o seguinte:

“… É um dever das sociedades secretas fazer o primeiro ataque à Igreja e ao Papa, com o objetivo de conquistá-los aos dois. A obra a que nos propomos não é uma obra de um dia, nem de um mês, nem de um ano. Poderá demorar muitos anos, talvez um século… O que devemos pedir, o que devemos buscar e esperar, assim como os judeus esperam pelo Messias, é um papa de acordo com a nossas necessidades. Precisamos de um papa para nós, se tal Papa fosse possível. Com esse papa marcharemos mais seguramente ao assalto à Igreja do que com todos os livrinhos de nossos irmãos franceses e ingleses.”

O mesmo documento maçónico fez esta predição assombrosa:

“Num espaço de cem anos… os bispos e sacerdotes crerão estar a marchar atrás da bandeira das chaves de Pedro, quando na realidade estarão seguindo a nossa bandeira…As reformas terão de ser introduzidas em nome da obediência.”

n/d

Em 3 de Abril de 1844, um líder da Alta Vendita chamado Nubius escreveu uma carta a outro maçom de alta posição. O plano de infiltração da Igreja Católica, e a tentativa de instalar um “papa” maçónico que promoverá a religião da Maçonaria, é mais uma vez discutido nesta carta. “Agora então, a fim de garantir um papa às nossas medidas que se encaixe no perfil que queremos, devemos em primeiro lugar preparar uma geração digna do reino com o qual sonhamos…

O maçom Eliphas Lévi disse em 1862: “ O dia chegará em que o papa… declarará que todas as excomunhões estão levantadas e todos os anátemas retirados, em que todos os cristãos estarão unidos dentro da Igreja, em que os judeus e os muçulmanos serão abençoados e chamados de novo a ela… ela permitirá que todas as seitas se aproximem pouco a pouco e abarcará a toda a humanidade na comunhão do seu amor e orações. E assim os protestantes já não existirão. Contra o que irão protestar? O Sumo Pontífice será então verdadeiramente o rei do mundo religioso, e fará o que ele quiser com todas as nações da terra.”

A Maçonaria ensina que os Mestres Maçons, como um grupo, podem morrer na esperança de uma gloriosa imortalidade, que representam aqueles ressuscitados do túmulo da iniqüidade e que foram redimidos da morte do pecado. A Maçonaria está ensinando que os Mestres Maçons têm a salvação!

Jesus na maçonaria é um simples mestre e fundador de religião como: Buda, Maomé, Krisna e outros...

Jesus Cristo é o único caminho para a salvação: "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim." [João 14,6]

Acreditem ou não, mas os inimigos da Igreja, tomaram de assalto o Vaticano.

"Na hora, porém, em que os homens repousavam, veio o seu inimigo, semeou joio no meio do trigo e partiu". (São Mateus 13, 25)

E, Francisco é o "papa" escolhido e planejado pela maçonaria, para o desfecho final de seu plano de dominação mundial, de trazer uma Nova Ordem Mundial, sob o comando do Anticristo.

 

n/d

E muitos católicos modernistas ou desavisados vão dizer: "Ah, sr. Kutscher, quais as razões para sua pessoa chegar numa conclusão tão radical, de chamar Francisco de colaborador da maçonaria, Nova Ordem Mundial e do Anticristo?"

Não tenho razões, eu examino os fatos, e contra fatos não há argumentos, pois, os atos e as declarações de Francisco são apóstatas. Ora, basta ser um católico "inteligente", comprometido com a "verdade", que zela pelas tradições, sempre defendidas pelos Santos Doutores da Igreja e Santos Papas, e você verá no seu coração, o "erro" que Francisco insiste em difundir, e este "erro" confunde todo o "rebanho", que nesta apostasia, também fica inspirado a cair no erro e na dúvida.

Mas porque Francisco é o "papa" PERFEITO para a maçonaria, a Nova ordem Mundial e o Anticristo?

A maçonaria aceita e inclui hindus, muçulmanos, budistas, cristãos...enfim...todos de qualquer crença são aceitos. Ou seja, conforme foi dito acima:  Jesus na maçonaria é um simples mestre e fundador de religião como: Buda, Maomé, Krisna e outros...

"Todo aquele que caminha sem rumo e não permanece na doutrina de Cristo, não tem Deus. Quem permanece na doutrina, este possui o Pai e o Filho. Se alguém vier a vós sem trazer esta doutrina, não o recebais em vossa casa, nem o saudeis. Porque quem o saúda toma parte em suas obras más." (2 João 9-11)

Francisco segue a mesma ideologia ou doutrina maçônica, em outras palavras, que todos caminhos levam a Deus, ninguém necessita mais se converter ao catolicismo, todos se salvarão nas suas próprias crenças.

"Estai de sobreaviso, para que ninguém vos engane com filosofias e vãs sutilezas baseados nas tradições humanas, nos rudimentos do mundo, em vez de se apoiar em Cristo." (Colossenses 2, 8)

"Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus." (São João 12, 43)

Não acredita? Então vamos a alguns gravíssimos fatos...

Francisco reiterou mais uma vez sua posição, de não converter não-católicos ao catolicismo dessa vez numa conversa que teve com o protestante Brian Stiller, que é Embaixador Global da World Evangelical Alliance ("Aliança Evangélica Mundial") Stiller visitou Francisco no Vaticano em Junho de 2014 e publicou uma postagem no blog a respeito desse encontro, intitulado "Lunch with the Pope" ("Almoço com o papa"), em 9 de Julho.No almoço, eu perguntei ao Papa Francisco o que seu coração era para o evangelismo.  Ele sorriu, sabendo o que estava por trás da minha pergunta. Seu comentário foi: "Não me interesso em converter evangélicos ao catolicismo.  Eu quero que o povo encontre Jesus em sua própria comunidade.  Há tantas doutrinas que nós nunca concordaremos.  Não vamos gastar nosso tempo nisso." (Brian C. Stiller, "Lunch with the Pope", Dispatches from the Global Village, 9 de Julho de 2014.

A declaração acima de Francisco, contradiz as diretrizes dada pelo Papa Pio XII em 1949, de acordo com a qual nenhuma palavra da verdade Católica deve ser negada, minimizada ou disfarçada ao se discutir matérias religiosas com protestantes;  Em acréscimo, ela contradiz o ensinamento do Papa Pio XII em 1944.

Francisco está claramente abdicando de seu primeiro dever (supondo hipoteticamente que fosse ele de fato um papa), que é trazer as pessoas à Verdadeira Fé e, com isso, à salvação (cf. Mt. 28, 19-20).  Ele é um herético que ajuda o corpo mas destrói a alma (cf. Mt. 10, 28) Francisco está dizendo que você pode encontrar Cristo fora da Igreja, uma verdadeira afronta ao dogma Extra Ecclesiam Nulla Salus. ("Fora da Igreja não há Salvação")

O Concílio infalível de Trento (1545-1563) além de condenar e excomungar os protestantes, reiterou tudo o que os Concílios anteriores declararam, e ainda proferiu: "... nossa fé católica, sem a qual é impossível agradar a Deus..."

O Concílio Vaticano I (1869) afirmou que a doutrina da fé revelada por Deus não é sujeita à razão humana para ser aperfeiçoada, mas é um depósito confiado à Igreja que a guarda com fidelidade e a propõe com infalibilidade.

Ele é verdadeiramente um "papa" católico?

Quando Francisco por fim diz: "Há tantas doutrinas que nós nunca concordaremos. Não vamos gastar nosso tempo nisso."

Seria para os Doutores da Igreja, Santos e outros Papas, como se Francisco declarasse: "Não vamos perder tempo convertendo os cismáticos e rebeldes para a Única e Verdadeira Igreja de Cristo, passada ao Seu Apóstolo Pedro. Deixe estes cismáticos, rebeldes e fundadores de seitas, que continuem no erro e se percam eternamente condenados ao inferno."

Vejamos também a capa do Rome Reports sobre a viagem de Francisco ao Sri Lanka...

n/d

Quando Francisco diz aos lideres Hindus: "Não precisam renunciar a sua religião (hindu) para viver em paz"

E, quando Francisco declarou recentemente aos muçulmanos: "As pessoas devem ter"a liberdade de escolher a religião que julgam ser verdadeira" (CNS News noticias)

Liberdade de escolher a religião que julgam ser verdadeira é em outras palavras, a liberdade de escolher o Caminho que leva a DEUS, então...

Diz na Sagrada Escritura:

"Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?
Jesus lhe respondeu: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.
Se me conhecêsseis, também certamente conheceríeis meu Pai; desde agora já o conheceis, pois o tendes visto". (São João, 14, 5-7)

Lembrando que Cristãos, hindus e muçulmanos não têm o mesmo conhecimento de Deus, porque eles não estão ligados à mesma Revelação, não ouvem a mesma Palavra. O Deus do cristianismo é um ser de relação: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Três Pessoas tão ligadas entre Si, que são, conjuntamente e cada uma, o único e mesmo Ser Divino.

De fato, o hinduismo e o islamismo negam não somente a Trindade, mas também a divindade de Jesus, sua morte e sua ressurreição e, portanto, a Redenção.

Dizia Santo Agostinho: Que morte pior há para a alma do que a liberdade do erro?

Então, como declarou São Vicente de Lerins sobre a Tradição no Catolicismo: "Na Igreja Católica deve-se ter SUMO EMPENHO em que MANTENHAMOS  aquilo que foi criado em toda a parte, sempre e por todos, pois isto é que é VERDADEIRO E PROPRIAMENTE católico. (...) Portanto, pregar algo aos católicos fora daquilo que eles receberam NUNCA FOI LÍCITO, em parte alguma é lícito, e NUNCA SERÁ LÍCITO; e condenar abertamente aqueles que anunciam algo fora do que foi uma vez aceito, foi sempre necessário, em toda a parte é necessário, E SEMPRE SERÁ NECESSÁRIO." (Communitorium, Ench. Patr. 2168).

Disse o Padre Emanuel, ainda no sec. XIX:

Sobre o aparecimento do Anticristo...

“Apresentar-se-á como cheio de respeito pela liberdade das religiões, uma das máximas e uma das mentiras da besta revolucionária. Dirá aos budistas que é um Buda; aos muçulmanos, que Maomé é um grande profeta... Talvez até irá dizer, em sua hipocrisia, como Herodes seu precursor, que quer adorar Jesus Cristo. Mas isso não passará de uma zombaria amarga. Malditos os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável Salvador seja posto lado a lado com outras seitas e mestres."

Os comparsas do Anticristo teriam a obrigação satânica de colocar o "falso profeta" no Vaticano, isto está anunciado no Apocalipse para o cumprimento do Fim dos Tempos. O falso profeta tem a missão de convencer e unir a todos numa única religião universal, somente assim o poder mundano do Anticristo terá grande influência nos que não deram crédito à verdade, mas consentiram no mal. (II Tessalonicenses, 2, 9)

Francisco vai contra as verdades de Fé, contidas na Sagrada Escritura. Isto é muito grave!!

O "deus" que Francisco proclama é um "deus estranho"...que agrada aos homens...que os convida a seguir todos os caminhos para encontrar DEUS. (este é o "deus" ecumênico que o Anticristo deseja para a humanidade)

A missão de Francisco é confundir as pessoas, difundir o erro e destruir o Catolicismo sob a guisa de ser "misericordioso" e "humilde".

n/d

Então, ninguém vai ao DEUS Altissimo, por Alá, Buda, Krishna, Kardec e demais seitas...

O Rei Jesus declarou e Palavra de Rei não volta atrás...

"Juro-o por mim mesmo! A verdade sai de minha boca, minha palavra jamais será revogada: todo joelho deve dobrar-se diante de mim, toda língua deve jurar por mim", (Isaías 45, 23)

"Ninguém vem ao Pai senão por mim". (São João, 14, 6)

"Se um futuro Papa ensinar algo contrário à Fé Católica, não o sigam." - Papa Pio IX, Carta ao Bispo Brizen, citado em "In His Name", E. Christopher Reyes, 2010)

"Ele usará de todas as seduções do mal com aqueles que se perdem, por não terem cultivado o amor à verdade que os teria podido salvar". (II Tessalonicenses, 2, 10)

"Desse modo, serão julgados e condenados todos os que não deram crédito à verdade, mas consentiram no mal". (II Tessalonicenses, 2, 12)

Tenho certeza que a profecia do grande Papa São Pio XII se cumpre...

Ele declarou:

“Preocupo-me com as mensagens da Virgem Santíssima à pequena Lúcia de Fátima. A insistência de Maria acerca dos perigos que ameaçam a Igreja é uma advertência divina contra o suicídio de se alterar a fé, em sua liturgia, em sua teologia e em sua alma… Ouço a minha volta inovadores que desejam desmantelar a Capela Sagrada, destruir a chama universal da Igreja, rejeitar seus ornamentos e fazê-la sentir remorso por sua história passada…Dia virá em que o mundo civilizado negará seu Deus, em que a Igreja duvidará como o fez Pedro. Ela será tentada a acreditar que o homem se tornou Deus. Em nossas igrejas, cristãos procurarão em vão pela luz vermelha de onde Deus os espera. Como Maria Madalena, em prantos no sepulcro vazio, eles perguntarão: ‘Aonde eles O levaram?"

Em 1846 Nossa Senhora apareceu, em La Salette, a duas crianças: Maximino e Melânia.

     Posteriormente essa aparição teve aprovação da Igreja.

     É bem famoso aquela parte destas revelações chamada de "O Segredo de La Salette".

No contexto de La Salette há uma mensagem que deixou perplexos os católicos, na qual Nossa Senhora disse:

"Roma perderá a fé, e converter-se-á na sede do anticristo".

"Tornei-me acaso vosso inimigo, porque vos disse a verdade?" (Gálatas 4, 16)

 

VEJA TAMBÉM...

Arcebispo Marcel Lefebvre: A Igreja está ocupada por uma loja maçônica

Diretivas do grão-mestre da maçonaria aos Bispos Católicos maçons para demolir a Igreja e a Fé Católica

O Time de Bergóglio ou os Lobos em Pele de Cordeiro: Qual o papel desempenhado pela rede secreta de Bispos e Cardeais de Saint-Gall?

Disse Bergóglio sobre as Reformas na Igreja: Minhas decisões são o fruto das reuniões pré-conclave (Francisco o antipapa a serviço do Anticristo)

Homilia do Papa Francisco em Nova York: A vida de Jesus, humanamente falando, acabou com um fracasso. O fracasso da Cruz (também o video)

Lembrando: São Pio de Pietrelcina, os religiosos na maçonaria e a Abominação da Desolação que foi predita pelo profeta Daniel

A contra-igreja, corpo místico de satanás

O Alerta do Cardeal Giacomo Biffi, a Cúria Romana, no ano de 2007, citando a advertência profética de Soloviev: O anticristo se apresentará como pacifista, ecologista e ecumênico

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne