A cultura de morte do Fim dos Tempos: O número de pessoas eutanasiadas na Holanda neste ano será superior a 7000, um aumento de 67% em cinco anos (sete mil eutanásias, Fim dos Tempos)


13.11.2017 -

n/d

Uma vez que uma sociedade geralmente aceita o assassinato como uma resposta apropriada ao sofrimento, existem poucos limites para o tipo de "sofrimento" que será necessário para o extermínio. A Holanda é um exemplo disso.

Eutanásia descriminalizada desde 1972 - e formalmente legalizada em 2002 - as mortes por eutanásia estão aumentando rapidamente.

O número de pessoas eutanasiadas na Holanda neste ano será superior a 7.000, um aumento de 67% ao longo de cinco anos, no que o diretor da única clínica especializada do país descreveu como o fim de " um tabu " para matar pacientes que querem morrer.

n/d

Em 2012, 4.118 pessoas foram eutanasiadas por médicos do país, que cumpriram os critérios estabelecidos na lei de 2002 que o legalizavam: um pedido voluntário e bem considerado em um contexto de sofrimento insuportável de que não há perspectivas de melhoria, ou um remédio alternativo.

Estudos mostraram, como apenas um exemplo, que centenas de pessoas que nunca solicitaram a eutanásia foram assassinadas por médicos holandeses. Isso é um assassinato de acordo com a lei holandesa, mas nada significativo é feito sobre isso.

Ela lutou com sua família para que eles não a matassem

Terrível foi o caso de uma mulher com Alzheimer que lutou com sua família enquanto lutava para não ser morto.

A demanda por assassinatos de pacientes holandeses está crescendo exponencialmente, uma clínica foi organizada para atender a demanda, e os médicos estão sendo recrutados da morte para acabar com a vida dos doentes e desesperados.

n/d

Steven Pleiter, diretor da clínica, disse que, em resposta à crescente demanda, ele agora estava participando de uma campanha de recrutamento destinada a duplicar o número de médicos e enfermeiras em suas folhas de pagamento, dispostos a ir às casas para administrar injeções letais aos pacientes com condições que variam de doenças terminais a distúrbios psiquiátricos paralisantes.

n/d

Pleiter tem 57 médicos de plantão, mas ele acredita que ele precisará de mais de 100 no final do ano que vem, com o crescente número de pessoas na sociedade holandesa à procura de uma morte organizada.

Fonte: http://infocatolica.com

===========================

Nota de  www.rainhamaria.com.br

Por Dilson Kutscher

Chegou o tempo profetizado na Sagrada Escritura...

"E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará". (Mt 24, 12)

A falta de amor dos homens com seus semelhantes, um sinal visível do Fim dos Tempos. Médicos que juraram defender a vida, agora matam sem piedade seus pacientes, dizendo ser exercício médico legal, e ainda querem lucrar com isto!!

Este é o tempo que os homens resolveram expulsar DEUS de suas vidas e de seus governos, pois DEUS há de mostrar que eles estão errados nos seus caminhos obscuros.

Um governo e uma sociedade, que por livre escolha rebelou-se contra DEUS, excluindo SEU CRIADOR, é uma sociedade destinada ao mais completo caos.

A violência já descontrolada que vemos, que é um retrato deste Fim dos Tempos,  ainda não é nada perto do CAOS que se seguirá.

SEM DEUS TUDO HÁ DE PERECER. (inclusive a ordem de seus governos)

"Ouvi a palavra do Senhor, filhos de Israel! Porque o Senhor está em litígio com os habitantes da terra. Não há sinceridade nem bondade, nem conhecimento de Deus na terra. Juram falso, assassinam, roubam, cometem adultério, usam de violência e acumulam homicídio sobre homicídio. Por isso, a terra está de luto e todos os seus habitantes perecem; os animais selvagens, as aves do céu, e até mesmo os peixes do mar desaparecem". (Os 4, 1-3)

Diz ainda na Sagrada Escritura:

"Por que me perguntas a respeito do que se deve fazer de bom? Só Deus é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos". (Mt 19,17)

"Conheces os mandamentos: não mates; não cometas adultério; não furtes; não digas falso testemunho; não cometas fraudes; honra pai e mãe". (Mc 10,19)

“Se não se abreviassem aqueles dias, não se salvaria pessoa alguma; porém, serão abreviados aqueles dias em atenção aos escolhidos". (Mt. 24, 22)

 

Veja também...

A Cultura de Morte do Fim dos Tempos: No Canadá, a maioria dos cuidadores/enfermeiros de Quebec, aprovam eutanizar (matar) pacientes com demência, mesmo sem consentimento deles

A cultura de morte do Fim dos Tempos: Mulheres com doença não terminal, podem também cometer eutanásia, de acordo com a lei de Ontário, no Canadá. Governantes estudam se eutanásia deve ser estendida às crianças

A Cultura de Morte do Fim dos Tempos: Na Europa, o direito de morrer está se tornando o dever de morrer. Uma proporção considerável dos que praticam a eutanásia, não são doentes terminais, mas sofrendo apenas de velhice

A cultura de morte do Fim dos Tempos: Oferta de médico canadense para eutanásia de jovem, deixa mãe assustada e filha traumatizada

Sinal dos Tempos: Plano de saúde nega quimioterapia a doente terminal, mas lhe oferece o suicídio assistido

A Cultura de Morte do Fim dos Tempos: Islândia mata 100% dos bebês com síndrome de Down pelo aborto

A Cultura da Morte do Fim dos Tempos: Políticos na Dinamarca aprovaram um plano para gastar 37 milhões de dólares em financiamento do aborto

 


Rainha Maria - Todos os direitos reservados
É autorizada a divulgação de matérias desde que seja informada a fonte.
http://www.rainhamaria.com.br

PluGzOne